Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-10-14T14:37:28-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

17 de julho de 2019
19:07 - atualizado às 14:37
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Imagine-se sentado na cadeira do ministro Paulo Guedes. O “Posto Ipiranga” de Bolsonaro assumiu o comando da economia com a missão de tirar o país da estagnação que já dura quatro longos anos.

O problema é que, ao chegar em Brasília, encontrou os tanques praticamente no zero, e ainda com vazamentos de combustível. A reforma do posto acabou consumindo todo o primeiro semestre, e ainda não foi concluída.

Enquanto isso, a clientela aguarda do lado de fora. São quase 13 milhões de desempregados no país, segundo os dados mais recentes do IBGE.

A boa notícia é que, vencida a primeira etapa da reforma da Previdência na Câmara, Paulo Guedes e sua equipe querem agora injetar um aditivo para fazer a economia pegar, nem que seja no tranco.

O uso de recursos públicos está descartado por duas razões: não há dinheiro em caixa e, mesmo que houvesse, usá-lo seria contrariar a alma liberal do ministro.

A saída, então, foi buscar inspiração no governo Temer e reeditar a liberação de recursos do FGTS. Como o dinheiro das contas inativas já foi usado, o jeito agora será recorrer a uma parte das contas ativas do fundo para saque.

Diante do atual estado da economia, o que o ministro está esperando para adotar a medida? E quais seriam as consequências desse aditivo de recursos para os seus investimentos?

Vou deixar a resposta para dois “frentistas” de primeira: a nossa colunista Angela Bittencourt diz tudo o que Paulo Guedes precisa avaliar antes de liberar o FGTS.

Já o Eduardo Campos conta para você quais ações e setores na bolsa podem se beneficiar com esse dinheiro extra que pode abastecer a economia. Ou pelo menos tirá-la da reserva.

Enfim alta

Depois de quatro pregões em queda, a bolsa enfim fechou seu primeiro dia no azul desde a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara. Mas ficou longe de ser um “espetáculo do crescimento”: o Ibovespa encerrou o dia em alta de 0,08%. A recuperação até poderia ser maior, só que a queda das bolsas lá fora acabou não ajudando. Com os investidores em compasso de espera em meio ao recesso parlamentar em Brasília, os principais destaques ficaram no noticiário corporativo.Confira como foi o dia nos mercados com o Victor Aguiar.

Alta de 18.000% (e contando)

Quem segura o Magazine Luiza? As ações da varejista, que chegaram a valer menos de 1 real na bolsa, hoje são cotadas perto dos R$ 245. Depois dessa alta fenomenal provavelmente não há mais espaço para os papéis subirem, certo? Errado! Pelo menos de acordo com o Bradesco BBI, que decidiu elevar a recomendação do Magalu para compra. Saiba nesta matéria por que os analistas esperam novas altas para as ações da varejista , que só hoje subiram mais 4,44%.

O gigante acordou?

A economia segue devagar, quase parando, mas não deve entrar em uma nova recessão, com a queda do PIB por dois trimestres consecutivos. O estado de hibernação parece ter acabado em maio, quando houve uma alta de 0,5% na atividade econômica, de acordo com um levantamento do Ibre/FGV. Apesar da melhora na agropecuária e na indústria, um segmento importante continua estagnado, como você pode ler nesta matéria.

Medalha de bronze

O fundador da Microsoft já não é mais o segundo homem mais rico do planeta. Bill Gates, que por muito tempo encabeçou a lista dos bilionários, perdeu a posição para Bernard Arnault, da empresa de artigos de luxo dona da marca Louis Vuitton. A queda no ranking, porém, está longe de preocupar o pai do sistema operacional Windows. Afinal, ele ainda conta com um patrimônio de US$ 107 bilhões (o equivalente a R$ 403 bilhões). E a perda do posto ainda foi por uma boa causa, como você confere nesta reportagem.

Admirável chip novo

A série “Black Mirror”, sucesso da Netflix que trata dos efeitos nem sempre positivos do avanço da tecnologia, pode ter uma nova temporada na vida real. O empresário Elon Musk anunciou que a Neuralink, startup de neurotecnologia da qual é co-fundador, pretende colocar dispositivos no cérebro humano já a partir do terceiro trimestre do ano que vem. O sistema ajudaria a “preservar e melhorar” as funções do cérebro. A Larissa Santos traz os detalhes do projeto do bilionário.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

MAIOR IPO DA HISTÓRIA

Saudi Aramco: como o príncipe-herdeiro da Arábia Saudita vendeu por trilhões a petroleira que seu avô comprou por uma ninharia

Anteontem, quinta-feira, dia 12, exatamente às 14:50, o José Castro (Zezinho), um dos especialistas em ações da Inversa, postou o seguinte comentário no WhatsApp: + + Valor de mercado da Saudi Aramco supera US$ 2 trilhões no segundo dia de negociação da ação após IPO. + + Na Bolsa de Riad, papel subiu hoje (12.12.2019) […]

VENDA DE AÇÕES

Cofundador da Uber vende cerca de US$ 166 milhões em ações da gigante em dezembro

O fundador de 43 anos fez a venda de mais de 5,8 milhões de papéis da Uber nos últimos três dias úteis desta semana

MAIS LIDAS

O bilionário sem dinheiro

O que eu vou falar agora pode parecer contraditório. Muita gente rica tem a grana curta. O bilionário Elon Musk é um caso clássico disso. É que 99% da sua fortuna está aplicada em ações da Tesla, a montadora de carros elétricos criada por ele. Dinheiro na conta ele tem pouco (certamente muito mais do […]

ADIADA

Governo adia para 2021 fim de taxa em aeroportos

De acordo com ele, a proposta será incluída apenas na Lei Orçamentária Anual de 2021, portanto, a taxa será mantida no ano que vem

Boas novas

SulAmérica vai pagar R$ 110 milhões em juros sobre capital próprio

O pagamento foi aprovado pelo conselho de administração da companhia e terão direito os acionistas na base da empresa em 18 de dezembro, com as ações sendo negociadas “ex” juros a partir do dia seguinte

acordo

Governo brasileiro avalia positivamente acordo entre EUA e China

Para Marcos Troyjo, as vantagens que o Brasil terá com o fim das incertezas causadas pela guerra comercial entre os dois países superam qualquer ganho pontual de mercado que o País teve com a disputa

ALÔ, ACIONISTA!

B3 vai pagar R$ 389 milhões de juros sobre capital próprio

O pagamento de JCP também é uma forma de distribuir lucros, mas em vez de terem um benefício tributário para os acionistas, como ocorre com os dividendos, os Juros sobre Capital Próprio beneficiam a empresa

Projeções para 2020

Os melhores investimentos do mundo: as apostas da BlackRock para 2020

Entre os ativos preferidos da gestora global para o ano que vem estão as ações e os títulos de renda fixa dos mercados emergentes

MUDANÇAS À VISTA?

Concessionária de Viracopos ‘sinaliza’ com processo de devolução, diz ministro

No fim de novembro, a Aeroportos Brasil, administradora de Viracopos, protocolou na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as considerações finais do processo de caducidade (extinção) do terminal de Campinas

Leilões

Governo projeta até 44 leilões para 2020, incluindo a rodovia presidente Dutra

Em 2019, segundo o ministro, o governo realizou 27 licitações. Foram 13 terminais portuários, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, as rodovias BR-364 e 365 e 12 aeroportos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements