Menu
2019-08-12T09:36:25+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Gradual demais

Indicador de atividade cai no trimestre, fortalecendo corte de 0,5 ponto na Selic

Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) sobe acima do previsto em junho, mas cai 0,13% no segundo trimestre

12 de agosto de 2019
9:36
Setas-abaixo-acima
Imagem: Shutterstock

A atividade econômica na métrica do Banco Central (BC) surpreendeu para cima na passagem de maio para junho, mas olhando a variação trimestral, o IBC-Br teve queda de 0,13%, no segundo trimestre contra o primeiro. Resultado que ajuda a reforçar as apostas de um novo corte de meio ponto na Selic, no próximo encontro do Comitê de Política Monetária (Copom).

No lado dos nossos investimentos, como já escrevemos, acabou a mamata do juro, o tal 1% ao mês vai exigir tomada de risco e sofisticação dos investimentos. Fica a aqui a dica de leitura da matéria da Julia Wiltgen sobre o que fazer com a Selic voltando a cair. Também deixo como sugestão o nosso e-book gratuito sobre perspectivas de investimento no segundo semestre. No fim da matéria estão dois links com dicas de investimentos para investidores conservadores e arrojados.

De volta aos números do IBC-Br, o indicador teve alta de 0,3% na passagem de maio para junho, acima dos 0,10% estimados pelos analistas ouvidos pelo “Projeções Broadcast”. O resultado de maio foi revisado de 0,54% para 1,01%.

Como o indicador sofre revisões constantes, a leitura em 12 meses é mais estável e mostra crescimento de 1,08%. No ano até junho, o IBC-Br tem variação positiva de 0,62%. Na comparação trimestre contra igual trimestre do ano anterior, há uma alta de 0,85%.

A leitura trimestral negativa do IBC-Br pode trazer de volta discussões sobre a possibilidade vermos uma recessão técnica, caracterizada por dois trimestres seguidos de variação negativa do Produto Interno Bruto (PIB).

No primeiro trimestre, a economia encolheu 0,2%. No fim do mês, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresenta os dados e há diferenças metodológicas com relação ao indicador do BC que podem garantir um resultado positivo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

E a Selic?

Atividade em lenta retomada e inflação e expectativas na meta, alimentam as expectativas de novos cortes na Selic, atualmente fixada em 6% ao ano. O Copom volta a se encontrar em 18 de setembro e as projeções devem se concentrar em torno de um novo corte de meio ponto.

O boletim Focus divulgado nesta manhã estima Selic de 5% no fim de 2019, contra 5,25% há uma semana. Para 2020, foi mantida a avaliação de juro básico em 5,5%.

Na semana passada, o presidente Roberto Campos Neto reforçou a mensagem de há espaço para ajuste adicional dos juros, como dito na última reunião do Copom, mas que a tomada de decisão depende, naturalmente, da evolução do cenário até as próximas reuniões.

O que está mudando é o lado externo, onde o aumento das tensões entre EUA e China pressiona os mercados e a cotação do dólar. Nesta segunda-feira, o dólar abriu sob forte pressão compradora e logo testou a linha dos R$ 4.

Também no radar dos investidores, as perspectivas com relação às eleições da Argentina, onde o candidato à reeleição, Mauricio Macri, perdeu as prévias eleitorais para o Alberto Fernández, que tem Cristina Kirchner como vice.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Cálculos da Firjan

Reforma tributária pode gerar 300 mil vagas por ano

Cálculos efetuados pela Firjan também mostram que a reforma nos impostos do país pode incrementar o consumo em até R$ 122,7 bilhões

De volta à velha política

Governo se rende às indicações políticas para aumentar base

Presidente foi convencido por ministros da área política de que premiar partidos leais a suas propostas seria a única forma de aprovar reformas

Grandes planos

“Vamos lançar nosso banco digital em mil lojas antes da Black Friday”, diz CEO da Via Varejo

Roberto Fulcherberguer tem trabalhado para que o sistema de vendas pela web esteja tinindo para a próxima Black Friday

Passou!

Centauro aprova plano de outorga para opção de compra de ações neste ano

Plano prevê que a quantidade máxima de ações vinculadas será de 7.943.848

Seu Dinheiro no domingo

Quanto rendeu o Seu Dinheiro em um ano?

Você sabe quanto o Seu Dinheiro rendeu em um ano? Não estou falando aqui do montante que você tem aplicado no banco. Mas do Seu Dinheiro mesmo, esse projeto independente de jornalismo e educação financeira que eu coordeno junto com a Olivia Alonso e que tem um time de feras como o Vinícius Pinheiro, o […]

Olhe e copie

5 coisas inteligentes que pessoas com consultores financeiros fazem com o próprio dinheiro que lhes dão uma vantagem

Nem todos querem ou podem pagar um planejador financeiro próprio. Mas que tal dar uma espiada no que eles andam aconselhando?

Enquanto isso, na Assembleia da ONU...

Promessa de ‘afagos’ teria convencido Bolsonaro a aceitar jantar com Trump

No pacote de gestos, a expectativa de auxiliares do Planalto é que Bolsonaro sente-se próximo de Trump

Poucos amigos

Major Olímpio diz que há estratégia no Congresso para desgastar Bolsonaro

Senador afirmou que parlamentares “votam projetos absurdos e depois jogam no colo do presidente a questão de vetar ou não esses dispositivos”

Série: os mais ricos do Brasil

Abilio Diniz: um bilionário bom de briga

Ele transformou a pequena doceria do pai na maior rede varejista do país e aos 82 anos continua na ativa

Papo de poder

Maia conversa com Bolsonaro sobre pauta de votações da Câmara para próxima semana

Entre os itens da pauta está o projeto de lei que trata do registro, posse e comercialização de armas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements