Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-07-16T20:20:32+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Como será o amanhã?

16 de julho de 2019
20:20
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Responda quem puder. Aliás, todas as suas decisões de investimento deveriam ter essa pergunta em mente. É com base no que será o amanhã, ou na ideia de cada um sobre o amanhã, que funciona o tal mercado financeiro.

Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante… Na canção que ficou famosa na voz da Simone, a cigana lê o destino. Já quem é pago para administrar o dinheiro dos investidores em geral se vale da interpretação dos cenários para a economia.

Quanto mais incerto for esse cenário, menor a propensão dos investidores a se expor em aplicações de maior risco. Mas as variáveis que podem afetar essas projeções - para o bem ou para o mal - são tantas que esse trabalho muitas vezes requer uma certa dose mística.

Quem enxergou lá atrás que a reforma da Previdência caminharia no Congresso e decidiu aumentar a exposição à bolsa se deu bem - pelo menos por enquanto. Do começo do ano para cá, o Ibovespa acumula alta de 18%, ou quase três vezes o que a renda fixa deve entregar em 2019.

Com o avanço da reforma, os gestores de fundos globais que ainda estavam receosos com o país decidiram lustrar a bola de cristal. Para você ter uma ideia, no mês passado apenas 48% deles acreditavam que a bolsa brasileira encerraria este ano acima dos 110 mil pontos. Já no levantamento mais recente realizado pelo Bank of America Merrill Lynch (BofA), esse percentual aumentou para 90%.

O Eduardo Campos teve acesso à pesquisa do banco americano e conta para você o que os responsáveis por administrar quase US$ 600 bilhões esperam para o Brasil e também para a economia internacional.

Caverna do dragão

Por falar em prever o futuro, uma das gestoras de fundos mais respeitadas do país engrossou o coro dos que apostam em um ciclo mais agressivo de corte de juros. Estou falando da SPX, de Rogério Xavier, que projeta uma redução de meio ponto percentual na Selic já na próxima reunião do Copom. Mas isso não significa que a SPX esteja muito otimista com os rumos da economia global. Em sua carta mensal, a gestora estrelada fala em "leões sem dentes" e um “dragão de gelo". O que isso quer dizer?Confira na matéria da Bruna Furlani.

Entrando no clube

Groucho Marx já dizia que nunca faria parte de um clube que o aceitasse como sócio. Na bolsa, existe um clube bem restrito, o das ações que compõem o Ibovespa. A B3 calcula os papéis que fazem parte do indicador a cada quatro meses com base em uma série de critérios, como o volume financeiro negociado nos pregões. A próxima carteira do índice só entra em vigor em setembro, mas os analistas do BTG Pactual já calcularam duas ações que devem ingressar no índice. Eu conto para você quais são elas nesta matéria.

É devagar, é devagar...

Assim que o pregão de hoje foi encerrado, o Victor Aguiar não aguentou a ironia e comentou aqui na redação que a bolsa fechou o dia com uma queda “super significativa” de 0,03%. Tem sido assim nos dias que se sucederam à aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência no plenário da Câmara, como se os investidores tivessem entrado em um modo “Martinho da Vila”. E olha que não faltou notícia para mexer com os mercados, como você pode conferir na nossa cobertura .

Vendo, não nego

Ao tomar posse como presidente do BNDES, Gustavo Montezano tratou logo de fazer uma lista de prioridades que o banco terá no segundo semestre. Entre as metas, algumas pareceram audaciosas, como a venda de R$ 100 bilhões em participações na bolsa. Há também a proposta de devolver uma boa quantia ao Tesouro Nacional, dentro da estratégia de “despedalar” o banco. Saiba mais sobre os planos do novo presidente do BNDES nesta reportagem.

Seria a volta por cima?

A operadora de telefonia Oi perdeu para a Odebrecht o nada honroso título de maior recuperação judicial da história do país. Mas a empresa ainda luta para sair do buraco e hoje apresentou um plano estratégico, no qual pretende arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com a venda de ativos, o que seria equivalente a 70% do seu valor de mercado. Leia mais detalhes sobre o plano da companhia e também a reação dos investidores na bolsa

Cuidado com os “xeroque rolmes”

No mundo das redes sociais, “xeroque rolmes” é aquela pessoa que faz algum comentário muito óbvio. Trata-se de uma ironia com o famoso detetive criado pelo escritor britânico Sir Arthur Conan Doyle. Mas eis que em meio à alta da bolsa começaram a pipocar vários sabichões no mercado. É claro que a popularização do conteúdo sobre finanças é muito bem vinda, mas o nosso colunista Felipe Miranda alerta para pelo menos três ideias que podem levar você a tomar péssimas decisões. Vale a leitura!

As luzes e os gráficos

Aos olhos do nosso colunista Fausto Botelho, o S&P500, principal índice de ações da bolsa de Nova York, acendeu um sinal amarelo de atenção. Mas ele acredita que o Ibovespa deve seguir em tendência de alta, a menos que os gringos atrapalhem a festa. Além de comentar sobre as bolsas daqui e dos EUA, o Fausto faz uma análise sobre onde podem chegar os papéis de grandes bancos e de companhias importantes listadas na B3, sempre com base na análise gráfica. Então, aperte o play e confira o vídeo.

Uma ótima noite para você!

 

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Luz no fim do túnel?

Trump: ‘estamos indo muito bem com a China, e conversando’

Membros da equipe econômica norte-americana afirmam que negociadores das duas maiores economias do mundo irão conversar na próxima semana

Tem que adiar isso daí

Vitorioso nas prévias eleitorais argentinas, Fernández defende renegociação de acordo com o FMI

Alberto Fernández afirmou que o acordo para o pagamento de dívidas junto ao Fundo Monetário Internacional é “impossível de cumprir”

Opinião polêmica

Senadora Simone Tebet: ‘Bolsonaro ainda não vestiu o terno de presidente’

Referindo-se ao presidente, senadora do MDB afirmou “jamais imaginei que pudéssemos chegar onde chegamos”

Na hora de prestar contas

Presidente do Senado briga na Justiça para manter sigilo de gastos parlamentares

Destinadas a cobrir despesas relativas ao exercício do mandato, as cotas variam entre R$ 30 mil e R$ 45 mil, a depender do Estado do congressista

Nem tão hermanos assim

Bolsonaro volta a falar sobre Argentina e diz que país está cada vez mais próximo da Venezuela

Presidente usou sua conta no Twitter para fazer novos comentários sobre o processo sucessório na Argentina

Seu Dinheiro no domingo

Liberais não fazem pacotes

Dentro de mais alguns dias conheceremos o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre. O resultado será magro e há quem fale em recessão técnica. Na sequência veremos uma nova onda de críticas e demandas na linha: “o governo tem quem fazer alguma coisa! Tem que impulsionar a demanda! Esse BC está errado!”. Sinto desapontar […]

Trilhando caminhos

Jovens precisam ter resiliência e iniciativa, dizem executivos sobre ser um novo empresário

Executivos falam sobre os comportamentos que um jovem ingressante numa grande empresa deve ter para trilhar um caminho profissional de sucesso

Crise partidária

Pedro Simon, ex-governador do RS: ‘existe o risco de o MDB desaparecer’

Em entrevista ao Estadão, o filiado ao MDB desde 1965 diz que seu partido precisa fazer uma “profunda reflexão”

Barrado na embaixada?

Consultoria do Senado diz que indicação de Eduardo Bolsonaro configura nepotismo e senadores se articulam para rejeitar seu nome

Parecer foi embasado no entendimento da Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que trata sobre nepotismo

Analisando a situação dos hermanos

Crise Argentina, feitiço do tempo

Os grandes desafios econômicos de Maurício Macri também parecem reimpressões de velhos e bem conhecidos problemas argentinos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements