Menu
Felipe Miranda
Exile on Wall Street
Felipe Miranda
É sócio-fundador e CEO da Empiricus
Exile on Wall Street

Debêntures, manja debêntures?

Eu tenho sido bastante vocal em minhas críticas ao mercado de crédito brasileiro há algum tempo. Para mim, há dois problemas principais nesse nicho

Exile on Wall Street

Já separe uma grana para o IPO da XP

Se há riscos no investimento? Claro que sim. Não me dou a expectativas ingênuas. As empresas, como as pessoas, vivem no mundo real, onde não há perfeição, maniqueísmo ou ausência de defeitos. Estamos condenados às ambivalências, aos vícios e às virtudes, a riscos e oportunidades. Cada um de nós tem o seu dark side. A vida como ela é.

Exile on Wall Street

O juro negativo no Brasil

Todos nós — especialistas, leigos, profissionais, curiosos, bilionários ou quem está começando — precisamos de uma nova atitude, por uma simples razão: o cenário é novo. O país da hiperinflação, da Selic a 45%, do paraíso do CDI acabou.

Exile on Wall Street

Há salvação para o investidor?

Escolhemos hoje, sobre resultados que só acontecerão no futuro. E não adianta tentar, no presente, penetrar o futuro. Há razão objetiva para serem tempos verbais diferentes. Afinal, ora, são coisas diferentes. Se fossem a mesma, teriam o mesmo nome.

Exile on Wall Street

Brasileiro médio, juro mínimo, hábitos novos

“Minha mãe não entende absolutamente nada sobre crédito privado. Aliás, quem entende, de fato? Mas ela consegue entender o perfil de retorno dessa operação. Então, mesmo não entendendo nada sobre o que está comprando, ela compreende o que vai ganhar. E, pra ela, basta.”

Exile on Wall Street

Se quer paz, prepare-se para a guerra

Se você perdeu a sexta-feira, meu caro, isso pode fazer um grande diferencial em seu retorno anual — sim, poucos dias fazem a diferença. É por isso que você precisa aguentar o tranco.

Exile on Wall Street

BLACKLISTED: investimentos convencionais

O mercado financeiro é dominado por certas seitas. A turma da escola fundamentalista, de fato, obedece a um fundamentalismo, quase de cunho religioso, tão forte quanto o islâmico

Exile on Wall Street

Como adaptar seus investimentos à Guerra Comercial?

Agenda é razoavelmente fraca hoje e investidores aguardam ata do Fed e novos desdobramentos das conversas sobre guerra comercial

Exile on Wall Street

Rali de fim de ano?

Só há uma resposta honesta possível para essa pergunta: eu não sei. Ninguém sabe. Aqui, somos investidores em essência. E o ato de investir, segundo definição de Aswath Damodaran, representa comprar algo por menos do que vale

Exile on Wall Street

O que ninguém está vendo

O Brasil, como um país subdesenvolvido , sempre foi muito problemático. Nunca houve espaço para qualquer discussão além da macroeconomia. Estávamos sempre centrados em inflação, desemprego, câmbio, juro.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements