Menu
2019-07-15T13:08:00-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Débito ou crédito

Com desconto e parcelamento, cartão de loja atrai consumidores; Magazine Luiza lidera buscas

Nas buscas realizadas por cartão de loja no Google, o Magazine Luiza aparece na liderança, com 13,4% das pesquisas realizadas no primeiro trimestre deste ano. O Magalu, aliás, apareceu à frente nas buscas ao longo de todo o ano passado.

15 de julho de 2019
12:06 - atualizado às 13:08
Site do Magazine Luiza
Imagem: Shutterstock

De olho nos descontos e nas condições de parcelamento mais generosas, os consumidores aumentaram a procura pelos chamados cartões "co-branded", aqueles ligados a grandes varejistas mas também contam com uma bandeira, como Visa ou Mastercard, e podem ser usados em outros estabelecimentos. O Magazine Luiza lidera as buscas por esse tipo de cartão, segundo dados do Google.

O interesse pelo cartão "co-branded" já representa aproximadamente 16% do volume de buscas relacionadas ao tema, de acordo com um estudo que o Google me passou. Nos últimos dois anos, a procura no site quase dobrou.

Nas buscas realizadas por cartões "co-branded", o Magazine Luiza aparece na liderança, com 13,4% das pesquisas realizadas no primeiro trimestre deste ano. O Magalu, aliás, apareceu à frente nas buscas ao longo de todo o ano passado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A Lojas Renner vem ganhando espaço e aumentou a participação nas buscas de 8,1% no primeiro trimestre do ano passado para 11,8% nos três primeiros meses deste ano. A C&A, que estava na vice-liderança das buscas no Google por cartão co-branded, caiu para terceiro, com 10,3%.

Para descobrir as razões do aumento do interesse pelo cartão de loja, o Google resolveu fazer sua própria pesquisa com uma base de consumidores. Segundo esse levantamento, 26,3% responderam que o principal benefício está nos descontos oferecidos nas compras. As melhores condições de parcelamento da fatura são citadas por 22,4% dos consumidores. Em terceiro lugar, aparece a redução ou isenção da cobrança de anuidade.

Apesar do maior interesse virtual, a pesquisa do Google revela também que a rede de lojas físicas continua fundamental na efetiva contratação do cartão. Do total de entrevistados, 64,8% revelaram que fizeram o cartão na loja. Outros 19,5% contrataram pela internet e 13,7% no banco emissor.

Menos bandeira

Ao mesmo tempo em que detectou um aumento nas buscas por cartão de lojas como Magazine Luiza e Renner, o Google observou uma redução de 8% nas buscas relacionadas às bandeiras de cartão no ano passado.

Entre as marcas mais procuradas, Mastercard aumentou a participação de 44,7% no primeiro trimestre do ano passado para 50% do total nos primeiros três meses deste ano. As buscas pelo cartão Elo também cresceram, de 5,2% para 7,4%. Já a Visa teve uma queda de 32,2% para 31,3% do total de buscas, ainda segundo o levantamento do Google.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

MAIOR IPO DA HISTÓRIA

Saudi Aramco: como o príncipe-herdeiro da Arábia Saudita vendeu por trilhões a petroleira que seu avô comprou por uma ninharia

Anteontem, quinta-feira, dia 12, exatamente às 14:50, o José Castro (Zezinho), um dos especialistas em ações da Inversa, postou o seguinte comentário no WhatsApp: + + Valor de mercado da Saudi Aramco supera US$ 2 trilhões no segundo dia de negociação da ação após IPO. + + Na Bolsa de Riad, papel subiu hoje (12.12.2019) […]

VENDA DE AÇÕES

Cofundador da Uber vende cerca de US$ 166 milhões em ações da gigante em dezembro

O fundador de 43 anos fez a venda de mais de 5,8 milhões de papéis da Uber nos últimos três dias úteis desta semana

MAIS LIDAS

O bilionário sem dinheiro

O que eu vou falar agora pode parecer contraditório. Muita gente rica tem a grana curta. O bilionário Elon Musk é um caso clássico disso. É que 99% da sua fortuna está aplicada em ações da Tesla, a montadora de carros elétricos criada por ele. Dinheiro na conta ele tem pouco (certamente muito mais do […]

ADIADA

Governo adia para 2021 fim de taxa em aeroportos

De acordo com ele, a proposta será incluída apenas na Lei Orçamentária Anual de 2021, portanto, a taxa será mantida no ano que vem

Boas novas

SulAmérica vai pagar R$ 110 milhões em juros sobre capital próprio

O pagamento foi aprovado pelo conselho de administração da companhia e terão direito os acionistas na base da empresa em 18 de dezembro, com as ações sendo negociadas “ex” juros a partir do dia seguinte

acordo

Governo brasileiro avalia positivamente acordo entre EUA e China

Para Marcos Troyjo, as vantagens que o Brasil terá com o fim das incertezas causadas pela guerra comercial entre os dois países superam qualquer ganho pontual de mercado que o País teve com a disputa

ALÔ, ACIONISTA!

B3 vai pagar R$ 389 milhões de juros sobre capital próprio

O pagamento de JCP também é uma forma de distribuir lucros, mas em vez de terem um benefício tributário para os acionistas, como ocorre com os dividendos, os Juros sobre Capital Próprio beneficiam a empresa

Projeções para 2020

Os melhores investimentos do mundo: as apostas da BlackRock para 2020

Entre os ativos preferidos da gestora global para o ano que vem estão as ações e os títulos de renda fixa dos mercados emergentes

MUDANÇAS À VISTA?

Concessionária de Viracopos ‘sinaliza’ com processo de devolução, diz ministro

No fim de novembro, a Aeroportos Brasil, administradora de Viracopos, protocolou na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as considerações finais do processo de caducidade (extinção) do terminal de Campinas

Leilões

Governo projeta até 44 leilões para 2020, incluindo a rodovia presidente Dutra

Em 2019, segundo o ministro, o governo realizou 27 licitações. Foram 13 terminais portuários, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, as rodovias BR-364 e 365 e 12 aeroportos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements