Menu
2019-11-17T15:57:49-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Fusão no horizonte

O megainvestidor Carl Icahn está dando uma mãozinha para a Xerox comprar a HP

Em meio às notícias de que a Xerox estaria interessada em comprar a HP, o megainvestidor Carl Icahn resolveu entrar no jogo para viabilizar a operação

17 de novembro de 2019
15:57
Xerox HP Carl Icahn
Imagem: Shutterstock

Com uma fortuna estimada em US$ 17,4 bilhões, o megainvestidor Carl Icahn é o 61º homem mais rico do mundo, de acordo com a Forbes. À frente da Icahn Enterprises, o americano ficou conhecido por sua postura atuante junto às empresas que possui participação e por ser um entusiasta de operações de fusão e aquisição — e, agora, ele agora está empenhado em juntar a Xerox e a HP.

Nas últimas semanas, esses dois dinossauros do setor de tecnologia começaram a flertar. A iniciativa partiu da Xerox: de acordo com a CNBC, a empresa teria feito uma oferta de US$ 22 pela HP, avaliando a rival em US$ 33 bilhões — atualmente, os papéis são negociados a US$ 20,18.

A movimentação foi considerada surpreendente porque a HP tem um valor de mercado muito superior ao da Xerox: enquanto a primeira vale US$ 29,9 bilhões, a segunda tem uma capitalização de US$ 8,5 bilhões. Isso não impediu, no entanto, que a empresa de menor porte batesse à porta da concorrente com uma oferta de compra.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

E, de fato, a HP confirmou o recebimento da proposta, mas limitou-se a dizer, por ora, que irá analisar os termos, sem assumir qualquer comprometimento no curto prazo. E é aí que entra Icahn, que possui uma fatia de 10,6% na Xerox.

Em entrevista ao Wall Street Journal, o megainvestidor revelou que, em meio às notícias envolvendo as duas empresas, decidiu comprar ações da HP, atingindo uma participação de 4,24% na segunda companhia. E agora, na posição de acionista relevante de ambas, ele pretende dar um empurrãozinho à operação.

"Eu acho que a combinação é óbvia", disse Icahn ao jornal, ressaltando o potencial de sinergias entre as empresas. "Ao longo dos anos, eu descobri que esses tipos de companhias, que fazem parte de indústrias que estão encolhendo, tendem a ter um declínio muito mais lento que muitos agentes financeiros costumam prever, ao mesmo tempo que continuam a gerar quantias substanciais de caixa".

O plano de Icahn ficou subentendido em suas declarações ao Wall Street Journal: ele irá atuar junto à administração das duas empresas, de modo a costurar um acordo que seja atrativo para todos os envolvidos — incluindo ele próprio.

Vale lembrar que a HP é uma das remanescentes da divisão da antiga Hewlett-Packard, em 2015: enquanto ela ficou com os setores de impressoras, computadores pessoais e hardware, sua irmã HPE concentrou os principais ativos, como as divisões de servidores de internet, armazenamento de conteúdo e redes de comunicação.

A Xerox, como todos sabem, é um nome forte no não tão forte setor de cópias e impressões. Hoje em dia, suas atividades giram em torno das vendas, alugueis, manutenções e serviços relacionados às copiadoras.

Juntas, Xerox e HP formariam um conglomerado que dominaria o segmento de impressoras e copiadoras e teria uma enorme vantagem competitiva em relação aos demais players. E Carl Icahn parece ter isso em mente.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Projeções para 2020

Os melhores investimentos do mundo: as apostas da BlackRock para 2020

Entre os ativos preferidos da gestora global para o ano que vem estão as ações e os títulos de renda fixa dos mercados emergentes

MUDANÇAS À VISTA?

Concessionária de Viracopos ‘sinaliza’ com processo de devolução, diz ministro

No fim de novembro, a Aeroportos Brasil, administradora de Viracopos, protocolou na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as considerações finais do processo de caducidade (extinção) do terminal de Campinas

Leilões

Governo projeta até 44 leilões para 2020, incluindo a rodovia presidente Dutra

Em 2019, segundo o ministro, o governo realizou 27 licitações. Foram 13 terminais portuários, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, as rodovias BR-364 e 365 e 12 aeroportos

O Ibovespa e o eu do futuro

A Helena, minha filha de nove anos, e os amigos da escola decidiram escrever uma carta para o “eu do futuro” como trabalho de final de ano – hoje é o último dia de aula. Eu nunca tive esse tipo de atividade quando criança, mas já pensei várias vezes em como seria fazer algo do […]

Pelos poderes de Grayskull

Com corte na Selic e alívio na guerra comercial, o Ibovespa teve a força nessa semana

Sinalizações amigáveis do BC em relação à taxa de juros, visão positiva da agência de risco S&P quanto ao Brasil e acordo comercial entre EUA e China: eis os superpoderes do Ibovespa nesta semana

ENERGIA

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

Ainda de acordo com a nota, agora será possível a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Mais um corte na Selic. Será o último?

Os repórteres do Seu Dinheiro comentam o novo corte de 0,5 ponto na Selic e discutem os próximos passos do BC em relação à taxa de juros

Ação sobe forte

Investidor vê descoberta de fraude contábil na Via Varejo como parte da “faxina” da nova gestão

Apesar do prejuízo que pode chegar a R$ 1,4 bilhão no balanço do quarto trimestre, as ações da companhia (VVAR3) registram forte alta hoje na bolsa

Última forma

Agora que o governo voltou atrás, saque aniversário do FGTS ficou mais vantajoso

Há mais ou menos um mês eu publiquei aqui no Seu Dinheiro uma matéria sobre em quais situações o saque aniversário do FGTS valeria a pena. Trata-se de uma nova modalidade de saque do fundo de garantia em que o trabalhador pode escolher receber uma parte dos seus recursos depositados no fundo uma vez por […]

IPO À VISTA

Bahia pretende abrir capital da Embasa em 2020 e arrecadar de R$ 4 bi a R$ 5 bi

Segundo ele, o tema já está sendo discutido com bancos nacionais e internacionais, como Banco do Brasil, Caixa e Santander

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements