Menu
2019-07-15T19:07:14+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Futuro Embaixador?

Bolsonaro: Indicação de Eduardo como embaixador é juridicamente viável

Porta-voz da Presidência também afirma que Jair Bolsonaro ainda não decidiu sobre indicação do filho ao posto nos EUA

15 de julho de 2019
19:07
bolsonaro-trump
Presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump - Imagem: Flickr/Palácio do Planalto

Por meio de seu porta-voz, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a indicação de embaixadores é atribuição única e exclusiva do chefe do Poder Executivo e que a possível designação do filho Eduardo para ocupar posto nos Estados Unidos é legalmente viável.

Ainda de acordo com Otávio Rêgo Barros, Eduardo, que é deputado Federal, detém total confiança do presidente Bolsonaro, acesso facilitado ao mandatário da nação amiga, é conhecedor de relações internacionais e tem acompanhado comitivas de governo.

No entanto, o porta-voz disse que o presidente está, ainda, a avaliar a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro e que não há prazo para tomar essa decisão.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Previdência e Senado

Questionado sobre a liberação de emendas parlamentares que ocorreu durante a votação da reforma da Previdência na Câmara, Barros reiterou que essa é uma prática legítima, transparente e corriqueira.

Barros foi além da pergunta, que queria saber se teria liberação de emendas também na votação no Senado, e disse que o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, vai se debruçar sobre os processos de indicação para preenchimentos de cargos, mas tendo como base o decreto que trata dos perfis profissionais para ocupação de cargos de assessoramento (DAS) e funções comissionadas.

Ainda de acordo com porta-voz, Luiz Eduardo vai falar com os senadores para reforçar o apoio do Executivo na aprovação da reforma da forma como ela foi votada na Câmara dos Deputados.

Questionado sobre as declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que ainda falta articulação do governo, Barros reafirmou que Bolsonaro destaca a liderança e condução firme de Maia no primeiro turno de votação e que se associa ao deputado na decisão de fazer a votação do segundo turno em agosto, devido ao risco de falta de quórum.

Ainda sobre o tema, Barros falou que o placar da votação em primeiro turno, com 379 votos favoráveis, deixou clara a participação do governo, de seus líderes e ministros, e mostrou que esse trabalho foi efetivo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Luz no fim do túnel?

Trump: ‘estamos indo muito bem com a China, e conversando’

Membros da equipe econômica norte-americana afirmam que negociadores das duas maiores economias do mundo irão conversar na próxima semana

Tem que adiar isso daí

Vitorioso nas prévias eleitorais argentinas, Fernández defende renegociação de acordo com o FMI

Alberto Fernández afirmou que o acordo para o pagamento de dívidas junto ao Fundo Monetário Internacional é “impossível de cumprir”

Opinião polêmica

Senadora Simone Tebet: ‘Bolsonaro ainda não vestiu o terno de presidente’

Referindo-se ao presidente, senadora do MDB afirmou “jamais imaginei que pudéssemos chegar onde chegamos”

Na hora de prestar contas

Presidente do Senado briga na Justiça para manter sigilo de gastos parlamentares

Destinadas a cobrir despesas relativas ao exercício do mandato, as cotas variam entre R$ 30 mil e R$ 45 mil, a depender do Estado do congressista

Nem tão hermanos assim

Bolsonaro volta a falar sobre Argentina e diz que país está cada vez mais próximo da Venezuela

Presidente usou sua conta no Twitter para fazer novos comentários sobre o processo sucessório na Argentina

Seu Dinheiro no domingo

Liberais não fazem pacotes

Dentro de mais alguns dias conheceremos o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre. O resultado será magro e há quem fale em recessão técnica. Na sequência veremos uma nova onda de críticas e demandas na linha: “o governo tem quem fazer alguma coisa! Tem que impulsionar a demanda! Esse BC está errado!”. Sinto desapontar […]

Trilhando caminhos

Jovens precisam ter resiliência e iniciativa, dizem executivos sobre ser um novo empresário

Executivos falam sobre os comportamentos que um jovem ingressante numa grande empresa deve ter para trilhar um caminho profissional de sucesso

Crise partidária

Pedro Simon, ex-governador do RS: ‘existe o risco de o MDB desaparecer’

Em entrevista ao Estadão, o filiado ao MDB desde 1965 diz que seu partido precisa fazer uma “profunda reflexão”

Barrado na embaixada?

Consultoria do Senado diz que indicação de Eduardo Bolsonaro configura nepotismo e senadores se articulam para rejeitar seu nome

Parecer foi embasado no entendimento da Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que trata sobre nepotismo

Analisando a situação dos hermanos

Crise Argentina, feitiço do tempo

Os grandes desafios econômicos de Maurício Macri também parecem reimpressões de velhos e bem conhecidos problemas argentinos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements