🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-27T00:27:27-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiro tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

22 de maio de 2022
16:38 - atualizado às 0:27
Buffett (1)
Imagem: Divulgação

Quando o megainvestidor Warren Buffett se desfaz ou aumenta uma posição, o mercado todo para e presta atenção. Imagina quando a elite dos investidores globais realiza mudanças nos portfólios no mesmo período? 

Além de Buffett, Michael Burry — o guru do filme “A grande aposta” — e outros pesos-pesados do mercado financeiro acabaram de revelar ajustes significativos em suas carteiras de ações no primeiro trimestre — desde uma grande aposta na Chevron (CHVX34) até uma aposta contra a Apple (AAPL34).

Warren Buffett comprado em Chevron (CHVX34)

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, mais do que quadruplicou a participação na Chevron no primeiro trimestre. 

O preço das ações da empresa de energia também subiu 39% no último trimestre, ajudando a aumentar o valor da posição da Berkshire de US$ 4,5 bilhões para quase US$ 26 bilhões.

O famoso conglomerado de investidores também divulgou novas posições no Citigroup e na Paramount Global, no valor de US$ 2,9 bilhões e US$ 2,6 bilhões, respectivamente, em 31 de março.

Por outro lado, a Berkshire praticamente eliminou a participação na Verizon, avaliada em US$ 8 bilhões no primeiro trimestre. 

Michael Burry aposta contra a Apple (AAPL34)

Para a surpresa de muitos, a Scion Asset Management, de Burry, divulgou opções de venda de baixa contra 206.000 ações da Apple (AAPL34). 

As ações da fabricante do iPhone caíram 23% este ano em meio à perspectiva de taxas de juros mais altas, inflação persistente e possível recessão nos EUA — uma conjuntura que tem derrubado outras gigantes de tecnologia. 

Mas, ainda assim, o fundo de hedge adicionou empresas como Alphabet, Meta e Discovery às participações, ajudando a aumentar o valor de sua carteira de ações nos EUA (excluindo opções) em 122%, para US$ 165 milhões.

A aposta de outros titãs

Não foram só Buffett e Burry que fizeram mudanças em seus portfólios. Os fundos de Ray Dalio, Jim Simons e Stanley Druckenmiller promoveram ajustes notáveis ​​em suas participações. 

Os dois primeiros compraram ou venderam duas das ações de memes mais conhecidas — GameStop e AMC — enquanto o terceiro aumentou as compras de ações de energia e fez uma aposta contra o S&P 500.

*Com informações do Markets Insider

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

POBRES RICASSOS RUSSOS

Sanções contra Putin já bloquearam US$ 30 bilhões das fortunas dos maiores bilionários da Rússia — mas não é só isso

Em 100 dias, a força-tarefa global REPO congelou em torno de US$ 300 bilhões em ativos do banco central russo

QUEDA DAS COMMODITIES

Dieta dos carboidratos: XP inicia cobertura de Camil (CAML3) e M. Dias Branco (MDIA3) — saiba qual a preferida

Com a baixa nos preços das commodities, a XP inicia a cobertura de empresas no segmento de carboidratos; com recomendação diferentes para Camil e M. Dias Branco

CAOS EM CRIPTO

Coreia do Norte está por trás do ataque que roubou US$ 100 milhões da ponte do ethereum (ETH)? Entenda

Após o Lazarus ser considerado responsável pelo maior golpe hacker da história das criptomoedas na rede do Axie Infinity, empresas acusam o país asiático de ter financiado o ataque na plataforma Horizon

EXILE ON WALL STREET

O preferido nas eleições: Confira três dicas para se garantir na briga pela última vaga do G4

Por aqui, a Terceira Via perdeu o timing da candidatura, de modo que nos resta apenas mais do mesmo, seja com Lula ou com Bolsonaro

PENSANDO NO FUTURO

Plano de expansão? Entenda por que a Via (VIIA3) quer levantar até R$ 600 milhões com emissão de debêntures

Com o dinheiro, a Via (VIIA3) prevê pagar despesas relacionadas à abertura de novas lojas da rede, incluindo reformas e compra de imóveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies