🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-29T19:26:44-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
DESTAQUES DA BOLSA

Incorporadoras da B3 sobem forte com novidades no programa Casa Verde e Amarela; veja quais ações mais ganham com as atualizações

As mudanças já anunciadas e outras ainda em discussão no Ministério do Desenvolvimento Regional trazem alívio ao segmento hoje

26 de maio de 2022
13:31 - atualizado às 19:26
homem segura miniatura de casas e moedas | Casa Verde e Amarela, ações, incorporadoras
Imagem: Envato -

Com a inflação dos insumos castigando as finanças — e as ações — de construtoras e incorporadoras, muitas empresas do setor têm elevado o valor dos empreendimentos para aliviar a pressão nas margens.

Mas, para aquelas que vendem dentro do Casa Verde e Amarela, a estratégia é limitada pelas regras rígidas do programa governamental. Por isso, as mudanças anunciadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) na última quarta-feira (25) trazem alívio para o segmento.

Veja como operaram as principais construtoras e incorporadoras da B3 nesta quinta-feira (26):

  • Cury (CURY3): +5,48%
  • Cyrela (CYRE3): +2,45%
  • Direcional (DIRR3): +6,95%
  • EzTec (EZTC3): +1,86%
  • MRV (MRVE3): +6,35%
  • Plano & Plano (PLPL3): +7,23%
  • Tenda (TEND3): +6,61%

Mais subsídio =  preços (levemente) maiores

A principal novidade, por enquanto, é a alta no percentual do subsídio concedido pelo programa. O acréscimo será de 12,5% a 21,5%, a depender da região, renda familiar e população do município onde será adquirido o imóvel ou terreno.

Segundo o MDR, uma família da capital paulista com renda média bruta mensal de R$ 1,8 mil, por exemplo, passará a contar com um subsídio médio de R$ 42,9 mil. O avanço é de 12,6% em relação à cifra anterior, de R$ 38,1 mil.

Já uma família com a mesma renda, mas que viva em João Pessoa, na Paraíba, o valor sobe cerca de 13,7% e passa de R$ 29,9 mil para R$ 34 mil.

Além de reduzir a parcela financiada que será efetivamente paga pela população, a medida também permite que as construtoras aumentem os preços dos imóveis.

Mas o impacto não deve ser tão grande no primeiro momento. O BTG calcula que o valor máximo que uma família poderá pagar com a nova regra é cerca de 1% maior do que era em março deste ano e 5% superior ao da curva de subsídio praticada entre 2019 e 2021.

Medidas ainda em discussão podem melhorar a situação das incorporadoras

Para que as incorporadoras e construtoras possam fazer repasses maiores de preço, o MDR estuda implementar outras mudanças que estiquem os limites de renda e prazos de financiamento do programa Casa Verde e Amarela.

As medidas complementares já foram discutidas com representantes da construção civil, mas ainda devem ser avaliadas pelo Conselho Curador do FGTS antes de entrarem em vigor. 

Entre as principais propostas está a de ampliar em 10% os limites de renda em duas de suas três faixas. O limite do grupo 2 passaria de R$ 4 mil para R$ 4,4 mil, enquanto o do grupo 3, atualmente em R$ 7 mil, chegaria a R$ 7,7 mil.

A pasta também estuda adotar uma carência de seis meses para o início do pagamento das parcelas e ampliar o prazo máximo do financiamento com FGTS, de 30 para 35 anos.

De acordo com o BTG, a extensão do limite de renda do grupo 2 poderia implicar em uma queda de 66 pontos-base (bps) nas taxas do financiamento.

Com juros menores, as famílias dessa faixa conseguiriam arcar com empreendimentos cujo preço máximo é até 8% maior que os atuais. Já a extensão no prazo, ainda segundo os cálculos do banco, possibilitaria uma alta de 6% no valor dos imóveis.

Quais construtoras mais têm a ganhar com as novidades no programa Casa Verde e Amarela?

Agora que você já sabe quais são as principais mudanças anunciadas e ainda em discussão, é hora de descobrir quais construtoras mais se beneficiarão com elas.

Para o BTG, a notícia é positiva para todas as companhias focadas no segmento de baixa renda.

“Empresas como Tenda (TEND3), MRV (MRVE3) e Plano&Plano (PLPL3) têm focado em aumentar os preços de venda para recuperar a margem bruta e a rentabilidade. As mudanças certamente podem ajudar nessa frente”, escrevem os analistas.

A XP também vê esses três nomes como os mais favorecidos e acrescenta ainda outros dois: Direcional (DIRR3) e Cury (CURY3). Como estão expostas à última faixa do programa Casa Verde e Amarela, as duas construtoras ganham um mercado maior com a expansão do limite de renda do grupo 3.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NO ESCURO

Ações da Light chegam a cair mais de 11% após saída de CEO — saiba se é hora de vender LIGT3

Raimundo Nonato Alencar de Castro alegou motivos pessoais; sua saída afeta todos os cargos ocupados nos órgãos da administração das subsidiárias controladas ou coligadas da empresa

CÂMBIO NA MÃO

Faz um PicPay para a gringa: empresa libera compra de moedas e transferências internacionais diretamente no aplicativo

É possível adquirir papel-moeda de mais de 20 países utilizando o saldo em carteira e cartão, à vista ou parcelado, além de enviar a receber dinheiro do exterior

POBRES RICASSOS RUSSOS

Sanções contra Putin já bloquearam US$ 30 bilhões das fortunas dos maiores bilionários da Rússia — mas não é só isso

Em 100 dias, a força-tarefa global REPO congelou em torno de US$ 300 bilhões em ativos do banco central russo

QUEDA DAS COMMODITIES

Dieta dos carboidratos: XP inicia cobertura de Camil (CAML3) e M. Dias Branco (MDIA3) — saiba qual a preferida

Com a baixa nos preços das commodities, a XP inicia a cobertura de empresas no segmento de carboidratos; com recomendação diferentes para Camil e M. Dias Branco

CAOS EM CRIPTO

Coreia do Norte está por trás do ataque que roubou US$ 100 milhões da ponte do ethereum (ETH)? Entenda

Após o Lazarus ser considerado responsável pelo maior golpe hacker da história das criptomoedas na rede do Axie Infinity, empresas acusam o país asiático de ter financiado o ataque na plataforma Horizon

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies