Menu
2021-04-20T18:34:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Tecnologia na mira

Elon Musk defende piloto automático dos carros da Tesla após acidente fatal

Ações da Tesla caem com receio dos investidores, mas recuperam parte das perdas após o bilionário reafirmar confiança na tecnologia dos veículos elétricos

20 de abril de 2021
16:10 - atualizado às 18:34
Elon Musk Tesla
Imagem: Shutterstock

Um acidente fatal envolvendo um dos veículos do Model S da Tesla colocou em dúvida a moderna tecnologia embarcada nos carros elétricos da montadora. As ações da empresa de Elon Musk reagiram em queda expressiva no pregão de ontem, mas dão sinais de recuperação após o bilionário partir em defesa da companhia no Twitter.

Os papéis da empresa fecharam em alta de 0,61%, a US$ 718,99, no pregão de hoje. Já os BDRs, certificados de ações da empresa negociados na B3, também subiram 1,05%, a R$ 124,70.

O acidente em questão provocou a morte de dois homens em Houston, no estado norte-americano do Texas. Segundo informações das autoridades locais, ninguém ocupava o assento do piloto do carro, que saiu da pista ao fazer uma curva em alta velocidade e pegou fogo após bater em uma árvore.

As baterias de lítio do veículo também impediram que incêndio fosse facilmente extinguido e exigiram cerca de 32 mil galões de água e quatro horas de trabalho dos bombeiros.

Piloto automático sob desconfiança

Quando as chamas se apagaram, os policiais encontraram os corpos das vítimas no banco de trás e do passageiro. Para as autoridades, o cenário indica que o veículo estava rodando com o piloto automático ligado.

Os investidores não reagiram bem às dúvidas a respeito do acidente, que se somará a investigações sobre 27 outros casos envolvendo o piloto automático da Tesla na Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário dos EUA (NHTSA).

As ações da companhia na Nasdaq chegaram a cair 6,5% na segunda e encerram o dia cotadas a US$ 714,63. O reflexo também foi sentido nos BDRs, que fecharam o pregão com um recuo de 3,64%, a R$ 123,34.

Musk se pronuncia

Os ativos recuperaram o fôlego nesta terça-feira (20) com a ajuda de Elon Musk. O CEO, que se autointitula o “rei da tecnologia” da Tesla, afirmou em um tuíte que dados recuperados do veículo indicam que o sistema não estava ativado no momento da batida.

Musk também contou que os donos do carro não haviam adquirido o pacote Full Self Driving (FSD), que dá mais recursos de autonomia ao condutor. Mesmo com esse recurso, a empresa alerta que é sempre necessária a presença humana no banco do motorista.

Antes mesmo do acidente mais recente, a Tesla já vinha sendo criticada por promover a ideia errada com o nome de seus produtos, que, apesar de servirem apenas de maneira assistencial, sugerem operações completamente autônomas aos usuários.

*Com informações do Business Insider

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies