O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-06-18T13:05:49-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Concursos públicos

De olho nos concurseiros, Yduqs anuncia aquisição da plataforma de EaD Qconcursos

Plataforma de cursos preparatórios para concursos públicos tem 412 mil alunos pagantes e mira mercado potencial de 17 milhões de pessoas; valor da operação não foi divulgado

18 de junho de 2021
13:05
Montagem com escribas do Antigo Egito estudando com logos da Yduqs e da Qconcursos
Imagem: Shutterstock/Montagem Andrei Moraes

"No Antigo Egito, todo mundo queria ser escriba do Faraó." Era com essa frase que meu pai e meu avô sempre tentavam me estimular a estudar para concurso público, desde que eu era criança, em vão.

Muito antes de aprender sobre a civilização egípcia na escola, eu já sabia que trabalhar para o governo, naquela época, era a melhor carreira que alguém poderia querer.

O serviço público nunca me encheu os olhos, para a decepção da minha família tijucana, mas atrai milhões de brasileiros, mesmo em tempos de vacas magras para os concursos.

De olho na extensa população de concurseiros no Brasil, outra nativa da Grande Tijuca, a empresa educacional Yduqs, anunciou, nesta sexta-feira (18), a aquisição da QCX Serviços, responsável pela Qconcursos. O valor da operação não foi informado.

A Qconcursos tem operação 100% digital na área de educação continuada e oferta cursos preparatórios, guias de estudo, simulados e provas para concursos de diferentes carreiras.

Conta hoje com 412 mil alunos pagantes e 1,4 milhão de alunos com acesso gratuito. Sua estimativa é de que a comunidade de concurseiros no país, seu público potencial, abarque 17 milhões de pessoas. Com a aquisição, informa a Yduqs, a base total de alunos da companhia ultrapassa a marca de 1 milhão de alunos.

"A aquisição trará ganhos de expansão de base e fortalecimento do portfólio de educação continuada", diz a companhia, que acrescenta que, "além de potencializar seu ensino personalizado e de alta qualidade, a Yduqs aproveitará expertise e know-how da Qconcursos para despontar na liderança do ensino superior digital brasileiro".

A Qconcursos é uma Edtech com mais de dez anos de atuação no segmento de lifelong learning, com operação 100% digital e orientada a cursos preparatórios para concursos, com ênfase em questões comentadas, provas e simulados.

A empresa tem hoje o 14º maior tráfego de internet do Brasil, sendo a líder em seu segmento, diz fato relevante sobre a aquisição. São 15 milhões de acessos únicos por mês. Só no ano passado, a Qconcursos ganhou 80 mil novos alunos, e seu faturamento cresceu 8,5 vezes desde 2014. Seus 412 mil alunos serão somados à base de cursos preparatórios, de extensão e de pós-graduação da Yduqs, "fortalecendo a sua presença no segmento de cursos livres".

Fonte: Yduqs
Fonte: Yduqs

"O perfil do aluno tem sinergia com os perfis de alunos de outras instituições do grupo Yduqs, o que potencializará a oferta da educação continuada para os egressos, além de ações de cross-seling e desenvolvimento de novos produtos", diz o fato relevante.

"Com a operação, a Yduqs dá mais um passo em direção a sua estratégia de diversificação e ampliação de portfólio, ofertando produtos de R$ 20 a R$ 20 mil para pessoas em qualquer fase de vida ou trajetória acadêmica, em qualquer lugar do país. A unidade de negócios digitais da YDUQS reunirá, agora, as operações de produção acadêmica e de expansão da rede de polos, bem como um conjunto de empresas de inovação e tecnologia digitais, como a EnsineMe e a Qconcursos", finaliza o documento.

Os papéis da Yduqs, porém, não reagiram positivamente à notícia da aquisição, operando em queda nesta sexta-feira. Pouco antes das 13h, recuavam 1,30%, a R$ 34,19. Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

NOITE CRIPTO

Não deu para o bitcoin (BTC): maior criptomoeda do mundo tenta, mas patamar de US$ 30 mil escapa; confira cotações

Agora, os investidores devem permanecer tentando sustentar esse suporte psicológico importante e entrar na próxima semana no “zero a zero”, antes de tentar buscar novas altas

REVISÃO CUSTOU CARO

B3 (B3SA3) volta a corrigir erro nos dados e revela que 2021 terminou com fluxo estrangeiro negativo após R$ 77,9 bilhões em dinheiro gringo “sumirem” da conta

Vale lembrar que a entrada de capital estrangeiro ajuda na performance do mercado acionário e de câmbio. Por isso, a nova cifra não pinta um quadro positivo para o país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies