Independência do Banco Central vai acabar? Entenda melhor aqui

Cotações por TradingView
2021-03-31T16:40:42-03:00
Estadão Conteúdo
Ajuda

Governo inicia em 6 de abril pagamento do auxílio emergencial

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou que o banco depositará o auxílio nas contas digitais e depois será possibilitado o saque.

31 de março de 2021
16:40
(Brasília - DF, 20/04/2020) Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.
Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal - Imagem: Foto: José Dias/PR

O ministro da Cidadania, João Roma, anunciou nesta quarta-feira, 31, que o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial começará na próxima terça-feira, dia 6 de abril, primeiro com depósitos nas contas dos beneficiários e depois com um cronograma de saques, como ocorreu no ano passado.

Leia também:

"Esse é um alento para o povo brasileiro. O pagamento foi viabilizado pela PEC Emergencial com R$ 44 bilhões que servirão para quatro parcelas direcionadas para os brasileiros vulneráveis que estão passando muita dificuldade. São recursos públicos, para os quais temos que ter o maior zelo", afirmou.

"A preocupação do presidente Jair Bolsonaro é válida, precisamos estar perto da população que mais precisa. O auxílio emergencial é ferramenta para minimizar o sofrimento para conseguir superar essa pandemia", completou.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou que a partir do dia 6 o banco depositará o auxílio nas contas digitais - que todos os beneficiários já possuem - e depois será possibilitado o saque. "Teremos todo um calendário com todo o detalhamento, para minimizar aglomerações. Nossa expectativa é de que pelo menos metade das pessoas já paguem suas contas digitalmente. Vamos minimizar as filas de saques", acrescentou.

Regras

Na nova rodada do auxílio, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio, que tem valores de R$ 150 para famílias de uma só pessoa, R$ 250 para famílias com mais de um integrante e R$ 375 para mães que são as únicas provedoras do lar, pagos em quatro parcelas mensais.

Apenas poderá receber os valores quem já era beneficiário do programa em dezembro de 2020. Em decreto editado na semana passada, o governo reforçou a proibição à realização de novos pedidos do benefício por quem estava empregado até julho de 2020, quando o cadastro foi encerrado, mas foi demitido depois disso, sem conseguir recolocação.

O governo estima que 45,6 milhões de trabalhadores serão alcançados pela nova rodada. O auxílio beneficia trabalhadores informais, microempreendedores individuais e desempregados (que não estejam recebendo o seguro-desemprego) com renda familiar de até três salários mínimos, ou de até meio salário mínimo por pessoa.

Os beneficiários do Bolsa Família só receberão o auxílio caso ele seja mais vantajoso do que o valor pago no programa regular.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

LOTERIAS

Mega-Sena sai pela primeira vez em 2023; veja de onde são os novos milionários brasileiros

9 de fevereiro de 2023 - 5:54

Mega-Sena estava acumulada desde o sorteio da virada; Lotofácil saiu para apostadores de 3 diferentes capitais

ESTRADA DO FUTURO

Nem o ChatGPT escapou do cancelamento das redes sociais. Por favor, não seja essa pessoa que discute com a inteligência artificial

9 de fevereiro de 2023 - 5:50

Em várias threads nas redes, vi pessoas obstinadas a vencerem uma discussão criada por elas mesmas contra algumas linhas de código

DIA 39

Cabo de guerra: Lula ganha reforço nas críticas ao BC — e deixa Rui Costa e Haddad do outro lado da corda

8 de fevereiro de 2023 - 20:40

Insatisfeito com o Banco Central, que na semana passada manteve a Selic em 13,75%, Lula tem protagonizado uma ofensiva sobre o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto — também pelo fato de ver nele um bolsonarista no governo que não pode ser demitido

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Padilha afaga relação de Lula e RCN, Itaú (ITUB4) embolsa o mercado e a primeira semana do Tesouro Renda+; confira os destaques do dia

8 de fevereiro de 2023 - 19:35

Mudam-se os governos, mas o roteiro das gestões de crise segue o mesmo — depois de um incêndio, é quase certeza que um bombeiro será escolhido dentro do panteão de ministros do primeiro escalão para tentar aplacar os ânimos.  Depois de dias de críticas pesadas feitas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à forma […]

ENTREVISTA COM CEO

Log (LOGG3) quebra recordes em 2022 e aposta na venda de galpões para seguir no ‘guinness book’ da logística neste ano

8 de fevereiro de 2023 - 19:24

Meta de entregas batidas, vendas recordes de ativos e o resultado financeiro em um patamar nunca antes registrado marcaram o ano da empresa de galpões logísticos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies