Menu
2021-04-22T17:51:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Milionários na mira

Biden quer dobrar impostos sobre ganhos de capital dos mais ricos para financiar educação infantil

O presidente dos EUA aposta no aumento das taxas para investidores que ganham acima de US$ 1 milhão para financiar sua nova proposta

22 de abril de 2021
17:21 - atualizado às 17:51
Impostos Biden
Joe Biden, em setembro de 2020. - Imagem: Shutterstock

Os planos do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para financiar os investimentos em creches e outros programas educacionais poderão custar caro para os investidores mais ricos do país.

Segundo uma reportagem do jornal The New York Times, a proposta é que a alíquota do imposto de renda suba para 39,6% para os norte-americanos com maior poder aquisitivo. Além disso, as taxas sobre os ganhos de capital, hoje em dia de até 20%, também poderão subir a 39,6% para investidores que ganham mais de US$ 1 milhão.

Além dos milionários, as bolsas de Nova York não digeriram bem a notícia e chegaram a cair mais de 1%, renovando suas mínimas diárias, após as intenções do presidente virem a público.

O Plano das Famílias Americanas, como é conhecida a nova proposta de Biden, ainda não foi anunciado, mas mais detalhes das medidas - que incluem pagamentos em dinheiro a pais para reduzir a pobreza infantil - deverão ser anunciadas antes de seu discurso ao Congresso na próxima semana.

Herdeiros e deduções também estão na mira

Ainda de acordo com o Times, uma revisão das regras de impostos sobre a herança de norte-americanos também é considerada. Atualmente, as taxas são calculadas apenas sobre o valor do ativo no momento da transferência da herança.

No caso de imóveis, por exemplo, é comum que eles se valorizem com o passar dos anos. A proposta de Biden mira justamente nessa valorização e defende a sua inclusão no cálculo dos valores devidos.

Por fim, o plano prevê um corte nas deduções de impostos disponíveis para os mais ricos, com alvo definido em quem ganha acima de US$ 400 mil por ano.

*Com informações do Business Insider

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies