Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-19T15:45:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Aí não!

Episódios contra a liberdade de imprensa podem afastar investidores, alerta Maia

Presidente da Câmara se pronunciou sobre a ofensa do presidente Bolsonaro à jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo

19 de fevereiro de 2020
14:57 - atualizado às 15:45
Rodrigo Maia
Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Para o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), episódios na direção contrária da democracia e liberdade de imprensa podem afastar investidores do País.

"Todo mundo sabe a importância que tem para a democracia a liberdade de imprensa, todo mundo sabe o respeito às mulheres, aos jornalistas, à liberdade de imprensa. Tudo o que acontece que vai na linha contrária vai sinalizando de forma negativa para a sociedade e para os investidores no Brasil", disse.

Maia se pronunciou sobre a ofensa do presidente Jair Bolsonaro à jornalista Patrícia Campos Mello, repórter do jornal Folha de S.Paulo. "Eu já comentei sobre esse assunto, da gravidade desse assunto, todos sabem a minha posição, eu não preciso ficar narrando cada vez que um episódio triste e lamentável como esse acontece", disse.

Para ele, isso causa dificuldade. "Por isso que quando começa o ano, a economia está sempre crescendo num patamar mais alto, chega no final do ano a economia caminha para outro patamar, porque esse tipo de declaração sempre vai gerando perplexidade e insegurança na sociedade brasileira", disse.

Augusto Heleno

Maia fez ainda críticas ao chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, que teria feito críticas ao Congresso sobre a aprovação do Orçamento impositivo.

"Geralmente na vida, quando a gente vai ficando mais velho vai ganhando equilíbrio, experiência e paciência. O ministro pelo jeito está ficando mais velho e está falando como um jovem", disse. "Uma pena que um ministro com tantos títulos tenha se transformado num radical ideológico", afirmou.

Alcolumbre também fala

Na onda das declarações, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), reagiu ao comentário de Heleno sobre o Congresso Nacional.

Um dos principais auxiliares do presidente Jair Bolsonaro, Heleno reclamou de "chantagem" dos parlamentares durante conversa com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo em cerimônia no Palácio da Alvorada.

"Nenhum ataque à democracia será tolerado pelo Parlamento", afirmou Alcolumbre em nota enviada à imprensa. "O Congresso Nacional seguirá cumprindo com as suas obrigações", escreveu o parlamentar, defendendo "democracia, independência e harmonia dos Poderes".

O comentário de Heleno foi feito em torno da disputa entre Executivo e Congresso Nacional pelo controle orçamentário neste ano, período eleitoral.

Uma semana após o governo anunciar um acordo com as cúpulas da Câmara e do Senado sobre os vetos ao projeto que amplia o orçamento impositivo, Bolsonaro determinou que seus auxiliares voltassem à mesa de negociação.

Na noite de terça-feira, 18, os presidentes da Câmara e do Senado se reuniram com Guedes e Ramos e reforçaram o acordo firmado na semana anterior, apesar do incômodo de Bolsonaro com a negociação.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O MELHOR DA SEMANA

Ronaldo Fenômeno ficou maluco? Saiba como funciona a SAF, que permitiu ao craque pagar R$ 400 milhões pelo Cruzeiro

Conheça também os principais candidatos a Sociedade Anônima de Futebol e para que tipo de clube ela pode ser mais interessante

Dê o play!

Com a Selic acima de 10%, quais os próximos passos do BC? O podcast Touros e Ursos debate o futuro da taxa de juros

No podcast Touros e Ursos desta semana, a equipe do SD discutiu o cenário para a Selic e o BC em 2022. Até onde o Copom vai subir os juros?

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies