Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-25T10:13:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho no setor

Vendas no comércio varejista caem 25% na semana de 16 a 22 de março

Boa vista passou a acompanhar as vendas semanais para avaliar os impactos do coronavírus no setor

25 de março de 2020
10:13
varejo compras
Imagem: Shutterstock

As vendas do comércio varejista nacional recuaram 25,2% na semana de 16 a 22 de março frente à semana anterior, afirmou nesta quarta-feira a Boa Vista.

A empresa passou a acompanhar as vendas semanais do varejo para avaliar os impactos de medidas restritivas contra o coronavírus sobre o setor. Ante igual semana de 2019, no entanto, a queda registrada nas vendas foi de 9,5%.

Considerando apenas o fim de semana de 21 a 22 de março, a queda nas vendas foi mais expressiva, de 36,6%, na comparação com o fim de semana imediatamente anterior (13 a 15 de março), quando já havia medidas de restrição da circulação. Em relação ao primeiro fim de semana do mês, quando ainda não havia medidas de restrição, a queda foi de 44,3%.

Impacto

"O fechamento de lojas e a drástica redução na circulação de pessoas têm causado um impacto significante nas vendas do comércio varejista, principalmente nas lojas físicas. As incertezas quanto à duração das restrições e o efeito destas sobre o mercado de trabalho já afetaram fortemente a confiança dos consumidores e devem continuar influenciando negativamente as decisões de consumo", diz a Boa Vista, em nota.

O levantamento foi baseado em uma amostra de consultas realizadas no SCPC no período de 6 a 22 de março.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Analistas respondem

Marcopolo (POMO4) perdeu metade do valor desde o início da pandemia, mas está pronta para a retomada. Hora de comprar a ação?

A queda das ações trouxe uma oportunidade para que os investidores comprem os papéis, mas analistas ainda alertam para os riscos da retomada

Derretendo no pregão

Por que o minério de ferro perdeu mais da metade do valor em poucos meses, impactando Vale e siderúrgicas

O preço da tonelada derreteu 8,80% nas vendas do porto de Qingdao, na China. Com isso, a principal commodity metálica do mundo passou a custar US$ 92,98

RAIO-X DE UM GIGANTE CAÍDO

Quem é a Evergrande, a gigante chinesa que está assustando os mercados globais

Da ascensão meteórica ao recorde mundial de endividamento em seu setor, conheça a história da megaincorporadora que nos últimos dias tem causado calafrios nos investidores

Exile on Wall Street

Tic-tac para Evergrande: entenda o que está em jogo com a crise de crédito envolvendo a incorporadora chinesa

Havia outros planos para este Day One. A realidade insiste em sua agressividade e seu não comedimento, atropelando de maneira avassaladora qualquer planejamento. “O campo escala”, ensina o filósofo Tite. Futuros de Wall Street em queda significativa, commodities em forte baixa, dólar em alta, corrida para os títulos do Tesouro norte-americano. “Ah, e as criptomoedas?” […]

Dinheiro na conta

Com dividendo bilionário, Copel (CPLE6) se salva da queda generalizada da bolsa

Estatal paranaense de energia anunciou que vai pagar R$ 1,4 bilhão em dividendos e Juros sobre o Capital Próprio (JCP) aos acionistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies