Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-07T18:36:43-03:00
Estadão Conteúdo
Guerra na tecnologia

Se Huawei não puder fornecer 5G, vai custar muito mais caro, diz Mourão

Mourão disse que o leilão do 5G é de frequências e que as “teles já estabelecidas aqui vão disputar o leilão.”

7 de dezembro de 2020
16:09 - atualizado às 18:36
Hamilton Mourão, vice-presidente da República
Hamilton Mourão, vice-presidente da República - Imagem: Flickr/Palácio do Planalto

O vice-presidente Hamilton Mourão reconheceu nesta segunda-feira que, se a chinesa Huawei não puder fornecer equipamentos para o 5G no Brasil, o custo da tecnologia no País será muito mais elevado.

Leia também:

"Hoje, 40% da infraestrutura que nós temos de 3G e 4G é da Huawei. Se a Huawei não puder fornecer o equipamento (de 5G), vai custar muito mais caro", afirmou o vice-presidente durante palestra comemorativa aos 126 anos da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). "Se desmantelar equipamentos (do 5G), quem vai pagar a conta somos nós, consumidores", completou Mourão.

Mourão disse que o leilão do 5G é de frequências e que as "teles já estabelecidas aqui vão disputar o leilão". Segundo ele, na infraestrutura, das cinco maiores empresas, duas são chinesas. "A empresa que comprovar respeito à soberania, privacidade e economicidade pode ser contratada", emendou.

Apesar da fala do vice-presidente, o leilão do 5G no Brasil é alvo de pressões internacionais, envolvendo a disputa entre o governo americano e a empresa chinesa Huawei. A organização é líder no desenvolvimento do 5G, mas é acusada de fazer espionagem e trabalhar com o governo chinês.

Conforme o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) apurou e noticiou em 29 de novembro, o governo de Jair Bolsonaro procura alternativas, dentro da lei, para limitar a participação da Huawei na implementação das redes do 5G no País. A ideia seria estabelecer uma barreira com base em requisitos técnicos ou de segurança, sem citar o nome da Huawei, mas que, na prática, impeçam a empresa de participar do mercado 5G.

Recentemente, as principais teles do País cobraram transparência nas decisões do governo a respeito da tecnologia. Preocupadas com as "incertezas" no processo, o Conexis Brasil Digital divulgou nota oficial em que pede para que as operadoras participem das discussões e pregou que elas sejam feitas de forma ampla e a partir de critérios técnicos.

"Esse ambiente de incertezas pode impactar o desempenho do setor, pois eventuais restrições implicarão potenciais desequilíbrios de custos e atrasos ao processo, afetando diretamente a população", afirmou a Conexis Brasil na ocasião, ao lembrar também que todos os fornecedores globais já atuam no País nas tecnologias 4G, 3G e 2G.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estima que a empresa chinesa esteja em algo entre 35% a 40% das redes brasileiras atualmente em operação. As operadoras, no entanto, afirmam que essa fatia é ainda maior, de 45% a 65% entre as maiores, e de até 100% dependendo da região.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Tartaruga x lebre

Warren Buffett está prestes a bater o retorno do fundo de empresas de tecnologia que brilhou na crise

As ações da Berkshire Hathaway, holding do bilionário, conseguiram lentamente se aproximar do retorno do ARK Innovation ETF, da badalada gestora Cathie Wood

Concurso 2446

Mega Sena acumula; confira os números sorteados e a previsão de prêmio para o próximo concurso

As dezenas sorteadas do concurso 2446 da Mega Sena foram 1-13-27-41-51-58. Próximo sorteio acontece no dia 25 de janeiro

Em busca de liquidez

WDC Livetech da Bahia (LVTC3) fará oferta para destravar negociações com ações para o pequeno investidor

Os papéis da WDC estrearam na B3 em julho do ano passado em oferta de ações restrita a investidores profissionais

Criptocrash

O que acontece com o bitcoin? 4 razões para o novo crash do mercado de criptomoedas

O bitcoin não é o mesmo desde que atingiu a máxima histórica de quase US$ 70 mil no início de novembro. Saiba as razões para o mau momento do mercado cripto

Sonho mais distante

Carro zero mais barato agora custa pelo menos 40 salários mínimos

Com alta de 27%, salário mínimo não conseguiu acompanhar o salto três vezes maior no período (83%) do preço do carro zero mais barato; confira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies