Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-28T14:37:15-03:00
Estadão Conteúdo
demanda em tempos de pandemia

Concessões de crédito para empresas disparam em diversas modalidades, diz BC

No caso do desconto de cheques, por exemplo, houve alta de 14,0% e, na antecipação de faturas de cartão, ocorreu elevação de 48,6%

28 de abril de 2020
14:36 - atualizado às 14:37
crédito débito
Imagem: Shutterstock

Em meio aos efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre a economia, as concessões de crédito para empresas dispararam em diversas modalidades. Dados divulgados nesta terça-feira pelo Banco Central (BC) mostram que as concessões de crédito via desconto de duplicatas e recebíveis subiram 42,3% em março ante fevereiro, para R$ 44,901 bilhões.

No caso do desconto de cheques, houve alta de 14,0% e, na antecipação de faturas de cartão, ocorreu elevação de 48,6%.

Os dados do BC mostraram ainda que, em março, a concessão de crédito para capital de giro subiu 86,6%. Dentro desta rubrica, o capital de giro com prazo inferior a 365 dias disparou 148,9%, enquanto operações com prazo maior tiveram alta de 63,8%. Já o capital de giro na modalidade teto rotativo avançou 47,0%.

Conforme o Banco Central, no caso da conta garantida para empresas, as concessões avançaram 29,2% em março ante fevereiro. Já o cheque especial para pessoas jurídicas registrou aumento de 5,7% nas concessões no mês passado.

Os dados apresentados hoje pelo BC são influenciados pelos efeitos da pandemia, que colocou em isolamento social boa parte da população, reduzindo a atividade das empresas e elevando o desemprego. Em meio à carência de recursos, as empresas aumentaram a demanda por crédito nos bancos, o que influencia os números de concessões.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Analistas respondem

Marcopolo (POMO4) perdeu metade do valor desde o início da pandemia, mas está pronta para a retomada. Hora de comprar a ação?

A queda das ações trouxe uma oportunidade para que os investidores comprem os papéis, mas analistas ainda alertam para os riscos da retomada

Derretendo no pregão

Por que o minério de ferro perdeu mais da metade do valor em poucos meses, impactando Vale e siderúrgicas

O preço da tonelada derreteu 8,80% nas vendas do porto de Qingdao, na China. Com isso, a principal commodity metálica do mundo passou a custar US$ 92,98

RAIO-X DE UM GIGANTE CAÍDO

Quem é a Evergrande, a gigante chinesa que está assustando os mercados globais

Da ascensão meteórica ao recorde mundial de endividamento em seu setor, conheça a história da megaincorporadora que nos últimos dias tem causado calafrios nos investidores

Exile on Wall Street

Tic-tac para Evergrande: entenda o que está em jogo com a crise de crédito envolvendo a incorporadora chinesa

Havia outros planos para este Day One. A realidade insiste em sua agressividade e seu não comedimento, atropelando de maneira avassaladora qualquer planejamento. “O campo escala”, ensina o filósofo Tite. Futuros de Wall Street em queda significativa, commodities em forte baixa, dólar em alta, corrida para os títulos do Tesouro norte-americano. “Ah, e as criptomoedas?” […]

Dinheiro na conta

Com dividendo bilionário, Copel (CPLE6) se salva da queda generalizada da bolsa

Estatal paranaense de energia anunciou que vai pagar R$ 1,4 bilhão em dividendos e Juros sobre o Capital Próprio (JCP) aos acionistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies