Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-30T21:13:29-03:00
seu dinheiro na sua noite

Não é só porque você não vê que não existe

30 de julho de 2020
21:13
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Investimento em imóveis tem risco? No imaginário do brasileiro, imóvel é um dos investimentos mais seguros que existem. Isso se deve, em parte, ao fato de que, na época da hiperinflação, tijolo era uma das poucas coisas capazes de proteger o nosso suado dinheirinho de se tornar um papel de embrulhar peixe no dia seguinte.

Outro motivo para essa impressão é o fato de o mercado de imóveis, diferentemente dos de ações e títulos públicos, não dispor de uma marcação diária de preços que possa ser visualizada em uma plataforma digital pública. Não tem tela preta com os preços subindo e descendo ao longo do dia, todos os dias. Daí a gente achar, por exemplo, que imóvel não se desvaloriza.

Mas o investimento em imóvel tem risco sim. O grande problema é que esse risco está um pouco mais escondido do que o de outros ativos cuja negociação é, digamos, mais regrada.

Mas não é porque você não vê o risco que ele não existe. Você não vê o ar, mas ele existe, certo? Você também não vê o coronavírus, mas ele está aí tocando o terror (embora haja quem não acredite, mas isso é outra história).

No seu texto de hoje, nosso colunista e analista de fundos imobiliários Alexandre Mastrocinque fala justamente sobre os riscos desse tipo de investimento e lembra um “case” bastante ilustrativo sobre o qual falamos muito aqui no Seu Dinheiro: a disputa entre o Santander e o fundo RBVA11 em torno do preço do aluguel das agências bancárias.

O lado bom do risco no mercado financeiro é que, muitas vezes, ele pode vir acompanhado de um maior retorno. Por isso mesmo,o Alê se dispôs hoje a indicar para você um fundo imobiliário para comprar que tem risco, mas cujo retorno potencial, de 9,65% ao ano mais valorização das cotas, compensa.

Esse texto é exclusivo para os nossos leitores PREMIUM. Se você ainda não é PREMIUM, destrave o seu acesso aqui.

INVESTIMENTOS

 Resultados trimestrais fracos, contração de 32,9% do PIB americano do segundo trimestre e realização de lucros pesaram sobre mercado de ações no Brasil hoje, como conta Ricardo Gozzi.

 A Itaú Asset anunciou o lançamento de oito novos fundos que investem no exterior, acessíveis mesmo ao investidor de varejo. O movimento integra a estratégia da gestora do banco de crescer em produtos mais sofisticados.

 Quais as ações que mais pagaram dividendos no longo prazo? Um levantamento da Economatica mostra quais foram as 20 melhores pagadoras de proventos nos últimos cinco anos. A lista é liderada pela Comgás.

EMPRESAS

 A Tim não vai fazer guerra de preços pela Oi. Em entrevista ao Broadcast, o CEO da empresa disse que o interesse pela rede móvel da operadora não justificará entrada em “competição irracional” de lances cada vez mais altos.

 O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, disse hoje que a compra de uma fatia minoritária no C6 Bank não faz sentido neste momento. Notícias recentes deram conta de que o banco estava prestes a fechar a aquisição de uma parte do banco digital.

 O Cade aprovou, com restrições, a aquisição dos produtos da marca Buscopan no Brasil pela farmacêutica Hypera.

 O Grupo Soma - dono das grifes de moda Farm, Animale e Maria Filó - estreia amanhã na bolsa, após movimentar R$ 1,8 bilhão no seu IPO.

 Após a divulgação dos seus resultados, a Ambev foi considerada um "navio inafundável" pelo Credit Suisse. O banco elevou o preço-alvo da ação e recomenda compra. Veja a avaliação dos analistas.

ECONOMIA

 O lançamento da nota de R$ 200 pelo Banco Central gerou uma série de teorias nas redes sociais. A cédula de valor mais alto causará inflação? Ou é consequência dela? É mau sinal? Facilita a lavagem de dinheiro? Eu te conto aqui o que é mito e o que é verdade.

 A Caixa anunciou que seus clientes de home equity - empréstimo com imóvel quitado como garantia - passarão a escolher a forma de correção do crédito: prefixado, TR ou IPCA. O banco anunciou ainda mudanças nas linhas para compra de terreno e construção.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

SACO DE PANCADAS PRESIDENCIAL

Petrobras (PETR4) recua quase 4% após críticas de Lula; petista condenou pagamento de dividendos e política de preços da estatal

Embalados pela alta do petróleo, os papéis operavam em alta mais cedo, mas, após a nova rajada de críticas, passaram a registrar uma queda brusca

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia de realização de lucros e fecha em queda, mas acumula alta de 2,72% na semana; dólar fecha em R$ 5,39

Semana foi marcada pela volatilidade nas bolsas internacionais, mas estrangeiro continuou buscando ações brasileiras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies