Menu
Andre Barros
Inimigos do investidor
Andre Barros
2020-06-10T18:43:45-03:00
BUY AND HOLD

Estratégia de comprar e manter ações é válida, mas para sempre? Se o relacionamento estiver ruim, separe-se.

Não case com suas ações. André Barros explica o momento certo de se desfazer delas

10 de junho de 2020
11:07 - atualizado às 18:43
buy
Imagem: Shutterstock

Esta semana quero trazer a você um ponto interessante relacionado à uma das estratégias de investimentos em ações.

Talvez seja a mais tradicional, e aquela que gera bons resultados para quem a implementa de forma correta.

Estou falando do “Buy and Hold” ou, em língua portuguesa, “Compre e Mantenha”.

É uma estratégia que busca empresas com boa relação de preço e valor e, preferencialmente, que sejam pagadoras de dividendos.

A partir disso, constrói-se um portfólio em que o tempo seja seu principal aliado, levando as ações ao longo do tempo e fazendo aportes neste período que você mantém a carteira.

De fato: se você olhar o histórico da maioria dos mercados acionários verá que, ao longo de anos e décadas, a evolução ocorre.

Eu costumo dizer que não é uma linha reta, existe uma volatilidade natural, mas o longo prazo premia aqueles detentores de paciência.

O ponto que gostaria de chamar atenção do “Buy and Hold” está ligado às simplificações que nós fazemos.

Quando eu vejo o nome da estratégia, a minha primeira tradução literal é “compro, espero e vou carregar as posições pelo resto da vida”.

Ou, pelo menos, por muitas décadas ou muitos anos. No entanto, existe uma armadilha aí…

A armadilha da manutenção

Tomemos como exemplo um grande investidor, Warren Buffett. Se você acompanhar o seu portfólio de ações, excluindo as seguradoras da holding, existe movimentação.

Em outras palavras, tirando ações que permanecem por décadas, como as da Coca-Cola, ele mantém as posições enquanto estão atrativas e interessantes.

Recentemente, vimos Buffett sair das posições de companhias aéreas e, se formos analisar em uma perspectiva temporal, foi uma presença curta.

Fato análogo ocorreu com as ações de bancos que Buffett havia comprado na época da crise de 2008.

Isso nos chama a atenção para o ponto de “comprar e esperar para sempre”: o longo prazo é para os pacientes, não para os que ficam parados.

A melhor banda de todos os tempos da última semana

Lembro agora de um outro fato interessante, exemplo que uso nos treinamentos e cursos que faço.

Neste link explico melhor as 3 Regras para fazer Trades Rápidos com Ações Alpha. Este método é fundamental para qualquer nível de investidor da Bolsa.

Foi feito um comparativo com as 500 maiores empresas dos EUA, em uma pesquisa realizada pela revista americana Fortune.

O pesquisador comparou a lista de 1955 com a classificação que saiu em 2015, 60 anos depois. O que ele percebeu é surpreendente: 90% das empresas saíram do grupo das 500 maiores.

O que aconteceu com elas? Grande parte simplesmente perdeu relevância, algumas foram compradas e outras deixaram de existir.

Não precisamos ir muito longe: aqui no Brasil mesmo você provavelmente deve lembrar de uma série de empresas que eram líderes de mercado e que, muitas vezes, nem a marca prevalece mais.

Outras foram incorporadas, como a Sadia, que hoje faz parte do grupo BRF.

A mensagem central é: nossas posições precisam ser revisadas com o tempo.

As empresas mudam, o cenário econômico se altera, tudo está em constante transformação.

Mesmo se você seguir uma estratégia de se manter posicionado ao longo do tempo fazendo aportes adicionais, lembre-se de sempre revisar essa lista de ações.

Vou encerrar com a frase de Vinícius de Moraes: “que o amor seja eterno enquanto dure”.

É assim que você deveria encarar suas posições: eternas enquanto o valor estiver presente.

Esta é a importância de revisarmos sempre nossa carteira.

E eu estou aqui para ajudar você com isso.

Vamos juntos?

Aproveito para convidar você a participar de uma reorganização financeira de perder o fôlego com a Dara Chapman. O link para inscrição é este (gratuito).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

novos rumos

Com Biden, meio ambiente entra no foco de comércio entre Brasil e Estados Unidos

Exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão a partir de hoje, com a chegada de Joe Biden à Casa Branca

simplificação

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas

Segundo o Ministério da Economia, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos

fim da barreira

China autoriza retomada da exportação de carne de duas unidades da JBS

Com isso, todas as restrições impostas à exportação da JBS para a China ao longo de 2020 foram levantadas e a companhia volta a ter 25 unidades aptas a exportar para o país asiático

DESTAQUES DA BOLSA

Ações ligadas ao e-commerce sobem com “efeito Netflix” e entusiasmo por Biden

Desempenho positivo da Netflix puxa Nasdaq e reflete nas empresas da “nova economia” listadas na bolsa brasileira

entrevista

Fusão entre Fiat e Peugeot tem objetivo de evitar o fechamento de fábricas, diz presidente da Stellantis

Operação reuniu 14 marcas sob uma única organização, com vendas de cerca de 8 milhões de unidades e faturamento (antes de sinergias) de € 167 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies