Menu
2020-02-20T08:14:35-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Esquenta dos mercados

IPCA-15 e balanços ditam o ritmo dos negócios

Corte de juros realizado pelo banco central chinês impulsionou as bolsas chinesas, mas o restante do mercado acionário global amanhece com um viés levemente negativo

20 de fevereiro de 2020
8:06 - atualizado às 8:14
inflação IPCA
Imagem: Shutterstock

Hoje o IPCA-15 aparece como o principal número a ser digerido pelos investidores brasileiros.

A expectativa do mercado é de que o número apresente o menor nível para fevereiro desde o início do Plano Real.

Somado aos cortes nas projeções para o crescimento brasileiro em 2020, o resultado do IPCA-15 deve renovar as apostas do mercado em novos cortes na Selic, mexendo também com os juros DI.

A arrecadação federal de janeiro também fica no radar do mercado local.

Exterior levemente negativo

Enquanto no Brasil o caminho a ser seguido pela taxa básica de juros está no campo da especulação, na China o banco central do país confirmou as expectativas e reduziu a taxa de empréstimos de um ano, de 4,15% para 4,05%.

Essa é mais uma tentativa do órgão de minimizar os efeitos do coronavírus na economia. No começo da semana o PBoC já havia reduzido o juro da linha de crédito de médio prazo e feito injeções de liquidez no sistema bancário.

Após a redução da taxa, as bolsas chinesas tiveram bom desempenho e fecharam em alta. Outros mercados da Ásia fecharam sem uma direção definida.

A redução no número de infectados trouxe alívio ontem aos mercados. Com nova mudança na metodologia de diagnóstico, o país registrou 384 novos casos e mais 114 mortes.

As bolsas americanas terminaram o dia com novos recordes de fechamento, mas os índices futuros amanhecem em queda e Nova York. Na Europa, as bolsas do continente caem em bloco na abertura.

A estrela da vez

O Ibovespa conseguiu reverter as perdas do dia anterior e terminou a sessão com alta de 1,34%, aos 114.774,04 pontos. O pregão positivo foi embalado pelo clima ameno no exterior e a reação positiva aos balanços corporativos.

Só que mais uma vez a grande estrela do pregão foi o dólar. A moeda americana terminou a sessão acima dos R$ 4,36 pela primeira vez, após alta de 0,19%.

O que deu gás para a escalada da moeda americana foram os rumores de que o descontentamento de Paulo Guedes com o andamento da agenda de reformas poderia ocasionar a sua saída do governo. O presidente Jair Bolsonaro chegou a negar a hipótese, mas os boatos levantaram a guarda dos investidores.

Agora, os investidores monitoram a possibilidade de novas atuações do Banco Central, após as duas intervenções realizadas na semana passada.

Agenda emperrada

O andamento das reformas do governo são vistas como essenciais para destravar a economia, mas as coisas andam devagar em Brasília.

O presidente Jair Bolsonaro decidiu adiar o envio da reforma administrativa ao Congresso. Assim, nem mesmo a instalação da comissão da reforma tributária foi capaz de animar os investidores.

Balanços

Além dos números do IPCA-15, a bolsa brasileira deve continuar repercutindo os resultados dos balanços trimestrais. Além da Petrobras, que divulgou o seus números na noite de ontem, o dia é de expectativa pelos resultados da Vale.

Confira os principais resultados que devem mexer com o mercado hoje:

  • Petrobras teve uma alta de 55,7% no lucro líquido em 2019, chegando a R$ 40,1 bilhões: recorde histórico. Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da petroleira também subiu, para R$ 129,2 bilhões. Já a receita líquida caiu 2,6% e ficou em R$ 302,2 bilhões.
  • Ultrapar encerrou 2019 com lucro líquido de R$ 440 milhões, uma queda de 61% na comparação com 2018. Na geração de caixa medida pelo Ebitda, a Ultrapar encerrou o ano em R$ 2,433 bilhões, queda de 9,78%.
  • Marfrig reverteu o prejuízo e lucrou R$ 27 milhões no 4º trimestre de 2019. O Ebitda ajustado fechou o período em R$ 1,618 bilhão (alta de 70,5%). Já a receita líquida da empresa foi a 14,218 bilhões, alta de 23,5%.
  • GPA fechou o ano com um lucro líquido aos controladores de R$ 790 milhões. A receita líquida subiu 14,7%, a R$ 56,635 bilhões, enquanto o Ebitda ajustado anual caiu 4,6%, a R$ 3,967 bilhões.

Fique de olho

  • Petz entrou com o pedido de registro para IPO
  • A FUP irá pedir em assembleia para que a greve iniciada no começo do mês seja suspensa.
  • Conselho da Cielo aprovou um programa de recompra de 4.006.776 ações
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Justiça manda governo suspender campanha ‘O Brasil não pode parar’

A Justiça Federal do Rio Janeiro, concedeu neste sábado (28) uma liminar para que a União se abstenha de veicular peças publicitárias relativas à campanha “O Brasil não pode parar”. O pedido foi feito pelo MPF do Rio de Janeiro na noite de ontem. A multa em caso de descumprimento é de R$ 100 mil […]

de olho no balanço

Lucro da Eletrobras cai 20% e atinge R$ 10,7 bilhões em 2019

Empresa divulgou um lucro líquido de R$ 3,12 bilhões no período entre outubro e dezembro do ano passado. O valor é 77,3% menor que o mesmo período de 2018

magazine

Magazine Luiza anuncia doação de R$ 10 milhões para combate ao coronavírus

Segundo a empresa, o valor é destinado à compra de respiradores artificiais, leitos, colchões e travesseiros para equipar hospitais públicos e filantrópicos de todo o país

crise

Campanha do governo eleva tensão política no país

Peça estimula as pessoas a saírem de casa, na contramão de recomendações de organismos de saúde; parlamentares e prefeitos ameaçam ir à Justiça

maior número do planeta

EUA chegam a 100 mil casos de coronavírus

Número é o maior do mundo; Itália tem 86 mil casos e China 81 confirmados

olho no futuro

Eletrobras prevê investir R$ 32 bilhões até 2024

Projeção foi elaborada antes da crise; segundo a companhia, R$ 13,9 bilhões do valor anunciado serão usados no projeto da Usina Nuclear Angra 3

crise

‘Eu tenho o poder de interferir e vou continuar interferindo, diz Bolsonaro

Presidente voltou a pedir o fim do isolamento social como método para conter o avanço do novo coronavírus

em razão do coronavírus

Brasil fecha fronteiras aéreas para estrangeiros de todas as nacionalidades

Portaria prevê exceções e a restrição não vale para brasileiros, imigrantes que moram no Brasil, estrangeiros em missão de organismos internacionais e parentes diretos de brasileiros

Três níveis para construir sua fortuna

Estamos a caminho de um gigantesco crash no mercado acionário, mas ele não é o problema. O verdadeiro problema é como as pessoas se sustentam quando seus dias tendo um emprego chegam ao fim. Eu e minha esposa Kim criamos uma solução para isso.

TRANSPORTES

Setores de transporte reagem a propostas de suspensão da cobrança de pedágios

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) foi uma que veio a público para repudiar a ideia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements