Menu
2019-09-17T15:08:04-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
De olho nos bons modelos

Por que Elon Musk acha que a Tesla tem que ser mais parecida com a Amazon?

Em uma ligação, Musk sugeriu que a Amazon não sobreviveria se utilizasse um modelo de entregas similar ao que a Tesla utiliza

17 de setembro de 2019
15:07 - atualizado às 15:08
O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla
Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Wikimedia Commons

O modelo de entregas customizadas da Tesla está prestes a passar por grandes mudanças no próximo trimestre. E a ideia é fazer com o serviço fique tão eficiente quanto o da gigante de logística, Amazon.

A declaração veio do próprio CEO da Tesla, Elon Musk. Em uma ligação, ele sugeriu que a Amazon não sobreviveria se utilizasse um modelo de entregas similar ao que a Tesla utiliza. As informações são do site Business Insider.

Segundo o editor-chefe da publicação, Musk teria dito que a Amazon não optou por um modelo em que "espera" que os clientes estejam prontos para receber o pacote antes mesmo que eles sejam enviados.

Apesar de ter sido procurada pela redação do site para comentar o tema, a Tesla ainda não se manifestou sobre o assunto.

A mudança

Hoje, a montadora deixa os carros armazenados em sua fábrica na Califórnia. O problema é que os veículos ficam parados por longos períodos de tempo até que os clientes marquem uma data para a entrega do carro.

Agora, a companhia vai adotar um sistema parecido ao da Amazon em que as entregas estarão disponíveis em centros de entrega. O consumidor poderá pegá-las como preferir e poderá pedir para que a entrega seja feita em casa.

A ideia de promover mudanças no sistema de entregas da companhia é bem-vinda. Isso porque o Modelo 3, que é a espinha dorsal para a tese de crescimento da empresa nos próximos anos, depende bastante de uma boa logística para que as entregas internacionais ocorram.

O modelo foi revelado pela primeira vez em 2016 e é o primeiro veículo da companhia construído com a plataforma de terceira geração. Ele começará a ser vendido a US$ 35 mil.

Números da companhia

A companhia encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido de US$ 408,3 milhões — uma perda menor que a apurada entre abril e junho de 2018, de US$ 717,5 milhões, mas ainda assim superior à projetada pelos analistas.

O forte prejuízo pegou o mercado de surpresa porque, no início de julho, a companhia reportou números recordes de produção e entregas de veículos elétricos no segundo trimestre.

E a postura de Elon Musk em relação às perspectivas futuras para a empresa também desagradou os agentes financeiros.

Em mensagem aos acionistas, ele disse que a Tesla vai "simplificar" as projeções: a empresa, agora, estará focada em expandir sua presença em novas regiões, lançar novos produtos e melhorar a experiência do consumidor.

Os termos vagos empregados por Musk, somados à ausência de qualquer previsão quanto à geração de lucro da fabricante de carros elétricos, não caíram nada bem.

Embora os investidores não tenham gostado dos resultados da Tesla, a companhia segue reafirmando sua meta de entregar de 360 mil a 400 mil veículos em todo o mundo em 2019. Até junho, o total de vendas foi de aproximadamente 158 mil, menos da metade do mínimo estabelecido pela companhia para o ano.

No ano, as ações da Tesla (TSLA) apresentam desvalorização de 26,52%. Por volta das 14h59, os papéis da companhia estavam sendo negociados a US$ 243,91, uma leve alta de 0,46%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Novidades na B3?

Multilaser e Invest Tech entram na fila de pedidos de IPO

As duas empresas engrossam a lista de ofertas em análises na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que já conta com 28 pedidos

Ainda falta chão...

Reforma administrativa dá mais um passo na Câmara dos Deputados

O relator leu hoje seu parecer pela constitucionalidade da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); votação deve ocorrer a partir do dia 20

Novo momento

Fertilizantes Heringer registra prejuízo líquido de R$ 7,46 milhões no 1º tri

Empresa teve melhor Ebitda da história para um primeiro trimestre, mas resultado foi impactado por despesas financeiras

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies