Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-09-13T19:16:56-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Quando o segundo sol chegar

13 de setembro de 2019
19:16
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

As bandas que fazem os shows de abertura nos festivais de rock costumam tocar para menos gente do que a atração principal. Mas quem chega mais tarde às vezes perde a oportunidade de assistir a grandes apresentações.

Guardo bem na memória o show da Cássia Eller na terceira edição do Rock and Rio, em 2001. Ela foi a primeira a tocar na noite do R.E.M. e arrebatou o público alternando interpretações marcantes de seu repertório como O Segundo Sol e covers de Beatles e Nirvana, com direito a “topless” diante das câmeras da Globo.

Assim como nos festivais de rock, as ofertas de ações na bolsa quase nunca vêm sozinhas. A nova temporada teve início nesta semana com uma boa surpresa: a captação de pouco mais de R$ 400 milhões da incorporadora Trisul.

Um eventual fracasso poderia colocar em dúvida todo o “festival” de ofertas que vêm por aí. Mas o resultado da Trisul mostra que os investidores mantiveram o apetite pelas emissões de ações apesar das incertezas no cenário externo.

Na semana que vem, as ofertas continuam com os bancos Pan e o gaúcho Banrisul. Em todos os casos, são empresas que já contam com ações listadas na B3 e farão emissões restritas, nas quais apenas investidores com mais de R$ 10 milhões podem entrar.

O verdadeiro teste da grande audiência mesmo virá com a volta dos IPOs (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações). Pelo menos quatro empresas estão no “backstage” se preparando para entrar no palco.

Mas a grande atração esperada para temporada de ofertas de ações pode acabar se apresentando em outro palco. Seguindo a trilha de algumas empresas brasileiras como PagSeguro, Stone e Arco Educação, a XP Investimentos deverá abrir o capital na bolsa de Nova York.

Eu conto mais detalhes sobre a expectativa para o IPO da corretora e também das outras candidatas no festival de ofertas da bolsa até o fim do ano nesta matéria.

Dinheiro no bolso

O pregão desta sexta-feira na bolsa foi aquele típico de “realização de lucros”. Ou em português claro: dia de colocar dinheiro no bolso. Até a próxima quarta-feira, o mercado deve se movimentar na expectativa da decisão sobre as taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos, que saem no mesmo dia. Depois de uma sequência de quedas, o dólar também voltou a ganhar terreno hoje. Saiba mais sobre como foi o desempenho dos mercados com o Victor Aguiar.

Hora das estimativas

E por falar em juros, as expectativas dos investidores por mais cortes na Selic são altas, sobretudo depois que a economia voltou a dar aquela patinada em julho. O Santander, por exemplo, aposta em tesouradas generosas, a começar por uma de meio ponto percentual já na quarta-feira. As projeções completas e os cenários traçados pelo bancão para os juros neste fim de ano você fica sabendo nesta matéria do Edu Campos.

Mi hermano querido

Parente é aquela coisa: você pode amar ou odiar, mas o fato é que sempre vai existir um vínculo nessa relação. É mais ou menos o que acontece entre Brasil e Argentina. Da rivalidade do futebol às viagens de férias, criamos uma relação bastante forte com os hermanos, e isso se reflete diretamente na economia e nos investimentos. Aliás, você sabe como a crise na Argentina pode afetar as suas aplicações? Confira a resposta com a Julia Wiltgen neste vídeo.

Não era tudo isso?

Um dilema que com certeza você já leu aqui na newsletter: as novas empresas de tecnologia vieram para mudar a forma como nós consumimos produtos e serviços. Mas será que elas serão tão boas para os acionistas como são para os clientes? Os investidores começaram a se fazer essa pergunta em meio aos planos da WeWork de abrir o capital. Depois dos resultados frustrantes de Uber e Lyft, a startup de escritórios compartilhados deve reduzir substancialmente seu valor de mercado para viabilizar a estreia na bolsa.

Cerveja e Amazon - tudo sem CPMF

Fim de semana chegando e chegou a hora de mais um happy hour do Seu Dinheiro. Para encerrar a maratona de investimentos o Victor Aguiar, o Eduardo Campos e eu vamos bater uma papo com você no podcast Touros e Ursos. Na roda de conversa desta semana tratamos da nova tacada da Amazon no Brasil às polêmicas envolvendo a nova CPMF, passando pela expectativa para a reunião do Copom na semana que vem. Aperte o play e vem com a gente!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração de Fernando Pivetti.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

novos rumos

Com Biden, meio ambiente entra no foco de comércio entre Brasil e Estados Unidos

Exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão a partir de hoje, com a chegada de Joe Biden à Casa Branca

simplificação

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas

Segundo o Ministério da Economia, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos

fim da barreira

China autoriza retomada da exportação de carne de duas unidades da JBS

Com isso, todas as restrições impostas à exportação da JBS para a China ao longo de 2020 foram levantadas e a companhia volta a ter 25 unidades aptas a exportar para o país asiático

DESTAQUES DA BOLSA

Ações ligadas ao e-commerce sobem com “efeito Netflix” e entusiasmo por Biden

Desempenho positivo da Netflix puxa Nasdaq e reflete nas empresas da “nova economia” listadas na bolsa brasileira

entrevista

Fusão entre Fiat e Peugeot tem objetivo de evitar o fechamento de fábricas, diz presidente da Stellantis

Operação reuniu 14 marcas sob uma única organização, com vendas de cerca de 8 milhões de unidades e faturamento (antes de sinergias) de € 167 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies