Menu
2019-06-26T14:19:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
maratona

Debates na Comissão da reforma da Previdência entram no quarto dia

Ontem o relator confirmou que apresentará complementação de voto ao final da discussão, antes de começar o processo de votação, mas antecipou que não fará “alterações estruturais” no texto

26 de junho de 2019
13:50 - atualizado às 14:19
Câmara
Reunião Ordinária para discussão e votação do parecer do relator, dep. Samuel Moreira (PSDB/SP) - Imagem: Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados

Os deputados discutem pelo quarto dia o parecer do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), na Comissão Especial da reforma da Previdência nesta quarta-feira, 26.

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) foi o primeiro a falar, criticando a proposta. Para ele, o parecer apesar de ter excluído o BCP, a aposentadoria rural e o sistema de capitalização, dificulta a aposentadoria de milhões de brasileiros ao aumentar o tempo de contribuição de 15 para 20 anos. “O relatório mantém as injustiças em relação aos mais pobres”, afirmou.

Em seguida, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) disse que é preciso "um Estado menor e um Brasil maior.” O parlamentar lamentou que os governos estaduais e municipais tenham ficado fora da reforma, mas disse que não vê possibilidade de os incluir no texto neste momento.

Ontem o relator confirmou que apresentará complementação de voto ao final da discussão, antes de começar o processo de votação, mas antecipou que não fará “alterações estruturais” no texto. Ainda há mais de 40 deputados inscritos para falar a favor e contra a proposta. Depois disso, o relator deve apresentar seu voto complementar e a votação pode ser iniciada. A oposição, no entanto, deve obstruir a votação.

E na semana que vem?

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-PR), afirmou nesta quarta-feira que, se a votação do relatório da reforma da Previdência na Comissão Especial ficar para a próxima segunda-feira, 1º de julho, isso não estragará o cronograma previsto para a tramitação da proposta.

Já o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, disse em entrevista à Rádio Gaúcha esperar que a comissão especial vote o texto na próxima semana e que então a proposta vá "imediatamente" ao plenário da Câmara dos Deputados.

Para o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a reforma nas regras de aposentadoria apresentada pelo governo deve ser analisada pela Câmara antes do recesso de julho.

*Com Agência Câmara e Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

novos rumos

Com Biden, meio ambiente entra no foco de comércio entre Brasil e Estados Unidos

Exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão a partir de hoje, com a chegada de Joe Biden à Casa Branca

simplificação

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas

Segundo o Ministério da Economia, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos

fim da barreira

China autoriza retomada da exportação de carne de duas unidades da JBS

Com isso, todas as restrições impostas à exportação da JBS para a China ao longo de 2020 foram levantadas e a companhia volta a ter 25 unidades aptas a exportar para o país asiático

DESTAQUES DA BOLSA

Ações ligadas ao e-commerce sobem com “efeito Netflix” e entusiasmo por Biden

Desempenho positivo da Netflix puxa Nasdaq e reflete nas empresas da “nova economia” listadas na bolsa brasileira

entrevista

Fusão entre Fiat e Peugeot tem objetivo de evitar o fechamento de fábricas, diz presidente da Stellantis

Operação reuniu 14 marcas sob uma única organização, com vendas de cerca de 8 milhões de unidades e faturamento (antes de sinergias) de € 167 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies