2019-06-29T09:48:01-03:00
Estadão Conteúdo
Climão na ala política

Alckmin: “ninguém está feliz na política, nem no PSDB”

Declarações do ex-governador foram dadas em resposta a uma notícia de que teria declarado que não está satisfeito no PSDB

29 de junho de 2019
9:48
Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin - Imagem: Shutterstock

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) saiu em defesa da realização de uma reforma política no País. Embora negue qualquer possibilidade de deixar o PSDB, o tucano afirmou que o Brasil possui hoje um dos piores sistemas partidários do mundo, o que impede qualquer um de estar feliz na política.

"Ninguém está feliz na política, nem no PSDB", afirmou o tucano, reiterando que "sem uma reforma política, as crises não acabam".

"Com 35 partidos, todos estão divididos, o eleitor não sabe em quem votar", emendou. Ao negar uma possível saída do PSDB, Alckmin rebateu: "Sou a sétima assinatura da carta de fundação".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

As declarações de Alckmin foram dadas em resposta a uma pergunta sobre a notícia de que teria declarado nesta semana que não está satisfeito no PSDB, em evento ocorrido em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

"Me perguntam se estou feliz no partido. Não estou e quem disser que está está mentindo. Não estou satisfeito no PSDB, já que o sistema brasileiro não permite que qualquer pessoa esteja feliz com qualquer partido", disse Alckmin na ocasião, segundo noticiou o portal UOL.

Improbidade

Alckmin também falou da ação civil de improbidade administrativa ajuizada pelo promotor de Justiça Marcelo Milani, do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), que pede o bloqueio de até R$ 5,4 bilhões dele e de outros 28 investigados. O processo envolve a licitação dos trechos Sul e Leste do Rodoanel.

De acordo com o promotor, o contrato é "inexequível", pois traz uma "proposta (de cobrança de pedágio) bem inferior ao teto previsto no edital".

O MP-SP destaca os valores das taxas básicas de pedágio cobrados pelo consórcio vencedor, "consistente no valor de R$ 2,19, para o Trecho Sul e de R$ 1,64 para o Trecho Leste". No edital, a cobrança máxima estipulada é de R$ 6,00 e R$ 4,50, respectivamente.

Segundo Alckmin, a licitação havia sido feita pelo também ex-governador do Estado Alberto Goldman (PSDB). Alckmin diz que a SPMar foi vencedora da licitação com uma proposta 60% abaixo do teto, mas conseguiu entregar a obra, que "está pronta e operando".

Em comparação, o segundo lugar na licitação ofereceu contrato 12% abaixo do teto. Hoje a SPMar está em recuperação judicial, o que, segundo Alckmin, é um "problema particular" da empresa. Ele justifica a oferta competitiva, pois "o grupo que na época ganhou o contrato queria entrar nas concessões", e diz que "o Estado não gastou um centavo" com a execução da obra. Em nota, a defesa de Alckmin disse que "é inusitado, para dizer o menos, que o administrador público seja processado pela escolha menos onerosa para a sociedade."

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

CÂMBIO NA MÃO

Faz um PicPay para a gringa: empresa libera compra de moedas e transferências internacionais diretamente no aplicativo

É possível adquirir papel-moeda de mais de 20 países utilizando o saldo em carteira e cartão, à vista ou parcelado, além de enviar a receber dinheiro do exterior

POBRES RICASSOS RUSSOS

Sanções contra Putin já bloquearam US$ 30 bilhões das fortunas dos maiores bilionários da Rússia — mas não é só isso

Em 100 dias, a força-tarefa global REPO congelou em torno de US$ 300 bilhões em ativos do banco central russo

QUEDA DAS COMMODITIES

Dieta dos carboidratos: XP inicia cobertura de Camil (CAML3) e M. Dias Branco (MDIA3) — saiba qual a preferida

Com a baixa nos preços das commodities, a XP inicia a cobertura de empresas no segmento de carboidratos; com recomendação diferentes para Camil e M. Dias Branco

CAOS EM CRIPTO

Coreia do Norte está por trás do ataque que roubou US$ 100 milhões da ponte do ethereum (ETH)? Entenda

Após o Lazarus ser considerado responsável pelo maior golpe hacker da história das criptomoedas na rede do Axie Infinity, empresas acusam o país asiático de ter financiado o ataque na plataforma Horizon

EXILE ON WALL STREET

O preferido nas eleições: Confira três dicas para se garantir na briga pela última vaga do G4

Por aqui, a Terceira Via perdeu o timing da candidatura, de modo que nos resta apenas mais do mesmo, seja com Lula ou com Bolsonaro