Menu
2019-09-09T11:04:13-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Acordo no horizonte?

Secretário do Tesouro dos EUA vê como ‘boa-fé’ ida de delegação chinesa a Washington

Mnuchin também assegurou que, se não houver um pacto comercial com o país asiático, Donald Trump, está “perfeitamente bem” com a preservação das tarifas punitivas atualmente em vigor

9 de setembro de 2019
10:59 - atualizado às 11:04
Luta de boxe entre Estados Unidos e China
Imagem: Shutterstock

O cenário parece propício para as negociações entre Estados Unidos e China. O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, afirmou nesta segunda-feira (09) tomar como um "sinal de boa-fé" que representantes do governo da China vão a Washington ao longo das próximas semanas para continuar negociando, em um movimento de reaproximação.

Os dois governos devem enviar representantes do primeiro escalão para as reuniões que contarão com a presença do próprio Mnuchin, do representante comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês), Robert Lighthizer, e do vice-premiê chinês, Liu He.

Em entrevista à emissora Fox Business, Mnuchin reafirmou que obter "um bom acordo" com Pequim é o objetivo dos americanos e, se alcançarem esses termos, vão assiná-lo. O secretário ainda  negou que o rompimento das tratativas nos últimos meses tivesse a ver com a atividade de fiscalização das condições negociadas. "Em fiscalização, temos um acordo conceitual com a China", argumentou.

Mnuchin também assegurou que, se não houver um pacto comercial com o país asiático, o presidente dos EUA, Donald Trump, está "perfeitamente bem" com a preservação das tarifas punitivas atualmente em vigor, acrescentando não ver impactos da guerra comercial com a China sobre a economia americana. "Estamos trabalhando bem as exceções de algumas companhias, caso a caso."

Em outro momento da entrevista, Mnuchin concedeu que a economia global "terá um impacto moderado" sobre a americana, mas reforçou não enxergar no horizonte uma recessão nos EUA e comentou não ver "de forma nenhuma" que a curva de rendimentos dos Treasuries reflita esse cenário negativo. "Os EUA continuam sendo o ponto brilhante de crescimento da economia global", defendeu.

Por fim, Mnuchin comentou que as taxas de juros americanas "ainda estão altas em relação ao resto do mundo" e interligou essa leitura com a expectativa dos mercados por cortes pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Questionado sobre o andamento da ratificação do Acordo EUA-México-Canadá (USMCA) no Congresso do país, o secretário lembrou que os parlamentares estão voltando do recesso de verão e que obter o aval do Legislativo é a "prioridade" do governo.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

novos rumos

Com Biden, meio ambiente entra no foco de comércio entre Brasil e Estados Unidos

Exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão a partir de hoje, com a chegada de Joe Biden à Casa Branca

simplificação

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas

Segundo o Ministério da Economia, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos

fim da barreira

China autoriza retomada da exportação de carne de duas unidades da JBS

Com isso, todas as restrições impostas à exportação da JBS para a China ao longo de 2020 foram levantadas e a companhia volta a ter 25 unidades aptas a exportar para o país asiático

DESTAQUES DA BOLSA

Ações ligadas ao e-commerce sobem com “efeito Netflix” e entusiasmo por Biden

Desempenho positivo da Netflix puxa Nasdaq e reflete nas empresas da “nova economia” listadas na bolsa brasileira

entrevista

Fusão entre Fiat e Peugeot tem objetivo de evitar o fechamento de fábricas, diz presidente da Stellantis

Operação reuniu 14 marcas sob uma única organização, com vendas de cerca de 8 milhões de unidades e faturamento (antes de sinergias) de € 167 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies