Menu
2019-11-18T15:21:36-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Briga de gigantes

Softbank planeja criar rival japonesa para competir com gigantes como Google e Amazon

O grupo anunciou acordo para a fusão de uma de suas subsidiárias conhecida como Yahoo Japan com a empresa Line Corp. Com isso, as duas companhias podem criar mais um “super app”

18 de novembro de 2019
15:21
Masayoshi Son, fundador do SoftBank
Masayoshi Son, fundador do SoftBank - Imagem: Shutterstock

Depois de investir em uma série de startups ao redor do mundo, o fundador do grupo japonês Softbank Group Corp., Masayoshi Son, está de olho em criar uma companhia japonesa capaz de competir com gigantes da tecnologia como Google, Amazon e Facebook.

Segundo informações divulgadas hoje (18) por meio de fato relevante, o grupo anunciou acordo para a fusão de uma de suas subsidiárias conhecida como Yahoo Japan com a empresa Line Corp. Ela é líder no serviço de mensagens por aplicativo no Japão, com mais de 82 milhões de usuários e está avaliada em mais de US$ 11,52 bilhões na Nasdaq, o que seria equivalente a mais de R$ 42,18 bilhões.

De acordo com o que foi divulgado, a Yahoo Japan e a Line Corp estão considerando uma oferta aos acionistas minoritários da Line de 5.200 ienes, o que seria equivalente a US$ 47,78, por ação. A esse preço, cada empresa gastaria mais de US$ 1,5 bilhão na transação.

O acordo ainda precisa ser aprovado pelos acionistas e pelo governo, que pode barrar a fusão de duas das maiores empresas de internet do país. Mas, se tudo certo, a expectativa das companhias é que o contrato seja fechado até outubro de 2020.

Com isso, as duas companhias podem criar mais um "super app", que funciona como uma plataforma capaz de reunir em um só lugar lojas de vários segmentos e as mais variadas opções de serviços que o cliente possa precisar ao longo do seu dia. Entre os exemplos de sucesso há o da Rappi, que está seguindo os passos da gigante Meituan Dianping, que é líder nesse segmento na China.

Expansão na Ásia

Ao adicionar a Line ao seu portfólio, o SoftBank teria acesso aos usuários do serviço de mensagens no Japão e a dezenas de milhões em outras partes da Ásia, como Tailândia, Taiwan e Indonésia. Tal estratégia poderia ajudar o grupo a ser mais competitivo no continente asiático e a diminuir a distância que possui em relação a gigantes do setor de tecnologia dos Estados Unidos e da China.

A ideia seria permitir que as empresas mesclassem os seus serviços para criar um super aplicativo que poderia servir como porta de entrada para as duas companhias oferecem. Tal fusão poderia ajudar, por exemplo, o Softbank a se consolidar como um importante player no setor de pagamentos digitais do Japão, ao combinar a sua empresa PayPay com os serviços da Line Pay.

Isso sem contar que poderia ajudar o Yahoo Japão. Ele já foi o principal mecanismo de pesquisa e player de comércio eletrônico do país, mas perdeu terreno à medida que os usuários migraram para smartphones. Por conta disso, hoje o Yahoo Japan conta com cerca de 48 milhões de usuários ativos diários e está presente em mais de 100 aplicativos para celulares.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Ter um emprego versus empreender

Veja como avaliar se é melhor ter um próprio negócio, ser autônomo ou arrumar um emprego.

EMPREGOS

Para gerar 1 milhão de empregos, economia tem de crescer 3%, diz secretário

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, evitou nesta sexta-feira, 24, fazer uma previsão oficial para a geração de empregos com carteira assinada em 2020, mas disse acreditar em até 1 milhão de novos postos de trabalho neste ano, caso o Produto Interno Bruto (PIB) tenha uma alta próxima de 3% até […]

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O que será que será da Selic?

A taxa básica de juros (Selic) vai continuar em queda? Quando fiz essa pergunta recentemente a um gestor de fundos, ele me devolveu com outra pergunta: – Você quer que eu responda o que o Banco Central deveria fazer ou o que ele vai fazer? Pode parecer uma diferença sutil, mas o mercado encontra-se atualmente […]

Dólar teve alta

Tensão com o coronavírus freia os mercados e faz o Ibovespa ficar no zero a zero na semana

O coronavírus trouxe cautela aos mercados, mas não desencadeou uma onda de pessimismo. Como resultado, o Ibovespa ficou praticamente zerado na semana — a nova doença neutralizou o otimismo estrutural visto na bolsa nos últimos dias

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Já pensou em conquistar sua independência financeira?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

de olho na inflação

BC está confortável com inflação após choque de proteína, diz Campos Neto

“Há um gap de política monetária que a gente tenta comunicar. É importante, porque parte do que foi feito não está totalmente dissipado”, afirmou em seguida

MAIS ESCLARECIMENTOS

BNDES atual pôs R$ 15 milhões a mais em auditoria

O reajuste de 25% aconteceu por meio de um aditivo contratual, publicado no dia 25 de outubro de 2019, e aumentou de US$ 14 milhões para US$ 17,5 milhões o contrato da Cleary Gottlieb Steen & Hamilton, escritório contratado para realizar os serviços de auditoria

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements