Menu
2019-10-09T15:36:16-03:00
Mais um mês de saídas

Fluxo cambial total de setembro é negativo em US$ 6,446 bilhões

No acumulado do ano até 4 de outubro, fluxo cambial está negativo em US$ 16,644 bilhões

9 de outubro de 2019
15:36
Notas de dólar
Imagem: Shutterstock

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 4,317 bilhões em agosto, o País fechou o mês de setembro com fluxo cambial negativo de US$ 6,446 bilhões, informou o Banco Central.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 6,002 bilhões no mês passado, resultado de aportes no valor de US$ 45,901 bilhões e de retiradas no total de US$ 51,903 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de setembro ficou negativo em US$ 443 milhões, com importações de US$ 19,211 bilhões e exportações de US$ 18,767 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,544 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 7,205 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 9,019 bilhões em outras entradas.

No ano

O fluxo cambial do ano até 4 de outubro (última sexta-feira) está negativo em US$ 16,644 bilhões, informou o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 20,442 bilhões.

No acumulado do ano até 4 de outubro, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 29,430 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 418,730 bilhões e de envios no total de US$ 448,159 bilhões.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 12,786 bilhões, com importações de US$ 134,971 bilhões e exportações de US$ 147,757 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 25,349 bilhões em ACC, US$ 40,486 bilhões em PA e US$ 81,922 bilhões em outras entradas.

Na semana

O fluxo cambial da semana passada (de 30 de setembro a 4 de outubro) ficou negativo em US$ 4,083 bilhões, informou o Banco Central.

No período, houve saída líquida pelo canal financeiro de US$ 4,159 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 8,856 bilhões e de envios no total de US$ 13,016 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 77 milhões no período, com importações de US$ 4,929 bilhões e exportações de US$ 5,006 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 407 milhões em ACC, US$ 2,659 bilhões PA e US$ 1,939 bilhão em outras entradas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Novo corte

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 2,00% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central cortou a Selic mais uma vez

Mínima histórica

Banco Central reduz Selic para 2% ao ano e sinaliza fim do ciclo de cortes de juros

Essa foi a nona (e última?) redução consecutiva no atual ciclo de queda da Selic, que começou em julho do ano passado

Apuração do SD Premium

VVAR3: Via Varejo sobe 25% em um mês e confirma previsão de analistas consultados pelo Seu Dinheiro

Companhia segue em franco crescimento e foi a mais listada como favorita pelas corretoras e bancos, segundo apuração exclusiva feita aos leitores do SD Premium; dentre as recomendações, Banco Inter e Sinqia também trouxeram bons frutos

CRYPTO NEWS

O bitcoin e outras criptomoedas estão subindo. Você sabe como se aproveitar desse ‘bull market’?

Qual seria a alocação ideal para capturar o movimento? Tenho algumas proposições que vão das mais conservadoras até a mais ousada

Mercados hoje

Ibovespa fecha em alta consistente com exterior e expectativa de novo corte de juro

Dólar subiu com comentários de Guedes, mas situação global da moeda limitou alta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements