Menu
2019-11-27T09:56:05-03:00
Estadão Conteúdo
Após três altas seguidas

Confiança do comércio cai 0,6 ponto em novembro ante outubro, afirma FGV

Em novembro, a confiança caiu em oito dos 13 segmentos, informou a FGV. O Índice de Expectativas (IE-COM), um dos componentes do Icom, recuou 1,0 ponto, de 101,9 para 100,9 pontos

27 de novembro de 2019
9:56
Comércio
Imagem: Fotos Públicas

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu 0,6 ponto na passagem de outubro para novembro, alcançando 97,8 pontos, informou nesta quarta-feira, 27, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador cedeu 0,3 ponto, interrompendo uma sequência de três altas seguidas.

Para a FGV, o recuo de novembro confirma uma tendência de estabilização do Icom entre 97 e 99 pontos. "A queda no mês foi influenciada pela redução das expectativas dos empresários do setor, sugerindo dúvidas quanto ao ritmo das vendas nos próximos meses. Já a percepção sobre a situação atual ficou estável no mês após uma alta expressiva em outubro", diz a nota divulgada pela entidade.

Em novembro, a confiança caiu em oito dos 13 segmentos, informou a FGV. O Índice de Expectativas (IE-COM), um dos componentes do Icom, recuou 1,0 ponto, de 101,9 para 100,9 pontos. Já o outro componente, o Índice de Situação Atual (ISA-COM), caiu 0,2 ponto, ao passar de 95,1 para 94,9 pontos.

"Apesar dos percalços, a expectativa para este final de ano segue positiva, sob influência da liberação de recursos do FGTS, mas a manutenção da tendência de recuperação ainda parece incerta, principalmente com relação à sua velocidade", diz a nota.

A pesquisa da FGV sugere ainda que os comerciantes chegarão às vendas de fim de ano com estoques mais ajustados. Em novembro, na série em médias móveis trimestrais, 14,2% dos empresários entrevistados afirmaram estar com estoques excessivos. É o menor valor desde junho de 2017 (13,4%).

"A melhora recente da demanda contribuiu para que os empresários do setor conseguissem reduzir estoques, que haviam se acumulado após um primeiro semestre frustrante", diz a nota da FGV.

A coleta de dados para a edição de novembro da Sondagem do Comércio foi realizada entre os dias 1º e 25 do mês e obteve informações de 830 empresas.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FECHAMENTO

Bolsa, dólar e juros terminam o dia no vermelho com repercussão do Orçamento e novo plano Biden

Plano de Biden de aumentar impostos não agradou o mercado e a perspectiva de nova injeção de estímulos puxou para baixo o dólar. Já os juros futuros recuaram de olho na sanção do Orçamento

dança das cadeiras

Carrefour muda alto escalão, em processo de integração com Grupo BIG

Sébastien Durchon deixa o cargo de vice-presidente de finanças e de relações com investidores; executivo ficará à frente do processo de integração com a companhia adquirida

Concorrência pesa

Lucro líquido da Intel despenca 41% no 1º trimestre

Apesar do resultado negativo, a receita da companhia caiu apenas 1% na comparação com os primeiros três meses do ano passado

Milionários na mira

Biden quer dobrar impostos sobre ganhos de capital dos mais ricos para financiar educação infantil

O presidente dos EUA aposta no aumento das taxas para investidores que ganham acima de US$ 1 milhão para financiar sua nova proposta

Oferta de ações

Caixa Seguridade (CXSE3): reservas para o IPO terminam no dia 26; veja os detalhes e se vale a pena investir

Banco público pretende captar até R$ 6,5 bilhões com a venda de parte de suas ações na empresa que reúne suas participações em seguros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies