Menu
2019-08-08T18:46:37-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Yuan pode ir bem acima da linha dos 7 por dólar, diz IIF

Estudo do Instituto Internacional de Finanças (IIF) projeta taxa de câmbio de 7,3 yuans por dólar com novas tarifas impostas por Trump

8 de agosto de 2019
14:29 - atualizado às 18:46
Cédulas de dólar e yuan
Cédulas de dólar e yuan - Imagem: Shutterstock

O câmbio flexível é a primeira linha de defesa de um país contra eventuais choques externos. Tarifas de importação são um exemplo de choque, e o que estamos vendo no mercado de yuan contra o dólar é simplesmente uma reprecificação da moeda chinesa para refletir as maiores tarifas anunciadas pelo governo americano.

A explicação acima abre relatório do Instituto Internacional de Finanças (IIF) que estima que os US$ 30 bilhões em tarifas (10% sobre US$ 300 bilhões) podem resultar em uma queda de 6% na cotação do yuan contra o dólar.

Isso levaria a taxa de 6,9 vista antes do anúncio para cerca de 7,3. Hoje, o Banco Central da China fixou o centro da banda de flutuação na linha dos 7. Então, a movimentação que vimos nos últimos dias e causou grande instabilidade nos mercados “pode ser apenas o começo”.

Além disso,  ao atualizar seus modelos que consideram a banda de variação e a diferença entre a cotação da moeda no mercado chinês e no mercado externo, o IIF avalia que o BC chinês tem atuado para evitar uma depreciação ainda maior e mais rápida do yuan.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Estreia inspirada

Ações da Priner disparam 36% em estreia na B3

Empresa levantou R$ 200 milhões em oferta inicial de ações na sexta-feira, 14

Lançamento

Marfrig lança hambúrguer vegetal na rede Chicohamburger

Produto será vendido com o nome de Revolution Burger CH; hambúrguer vegetal da Marfrig já tinha sido novidade do cardápio do Burger King em 2019

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Mercados agora

Ibovespa sobe aos 115 mil pontos, atento aos sinais positivos da China; dólar avança a R$ 4,31

O Ibovespa abriu a semana em leve alta, pegando carona no bom humor externo com as medidas de estímulo adotadas pelo governo da China. Carrefour Brasil ON e Magazine Luiza ON estão entre os maiores avanços do índice

Exile on Wall Street

Você quer eliminar as perdas de seu portfólio?

Se você não está cometendo equívocos, é porque não está no seu limite, não está tentando o máximo que pode

maior desvalorização em 45 dias...

Fundos imobiliários perderam este ano R$ 3,28 milhões em valor de mercado

No total, a cesta que congrega os 131 fundos mais negociados do mercado, o Ifix, encolheu 5,15% em 2020 – em fevereiro, apesar da melhora dos últimos dias, a queda é de quase 1%

após IBC-Br

Mercado reduz projeção para alta do PIB em 2020

A atualização do número é apresentada após o próprio BC divulgar que o IBC-Br em 2019 avançou 0,89%, abaixo da previsão de analistas

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

11 notícias para começar o dia bem informado

A semana pré-carnaval promete ser intensa, com uma bateria de balanços corporativos. O dia começa com novidades vindas da Ásia sobre o coronavírus e o PIB do Japão. O Seu Dinheiro também traz um “check-up” das empresas de saúde, um segmento que ganhou relevância na bolsa nos últimos anos e que tem ações “queridinhas” dos […]

de olho no balanço

Lucro do Magazine Luiza cresce 54% e chega a R$ 921 milhões em 2019

Varejista divulgou as cifras do ano com os resultados do quarto trimestre de 2019. Entre os destaques dos últimos três meses, está novamente o e-commerce

Esquenta dos mercados

Atuação do BC chinês e agenda corporativa cheia dão força extra aos negócios

Os novos cortes nos juros pelo Banco Central chinês ajuda o mercado a balancear a notícia da queda do PIB japonês. As bolsas americanas ficam fechadas por conta de feriado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements