2019-04-05T15:39:35-03:00
Mais obstáculos

Parlamento britânico aprova plano de Theresa May para votar adiamento do Brexit caso acordo seja rejeitado

Projeto de lei poderá adiar a data de saída do país da União Europeia para além de 29 de março

27 de fevereiro de 2019
19:05 - atualizado às 15:39
Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido - Imagem: Shutterstock

A Câmara dos Comuns do Reino Unido aprovou nesta quarta-feira, 27, por 502 votos a 20, uma moção que apoia o compromisso da primeira-ministra do país, Theresa May, de avaliar um projeto de lei que adia a data de saída do país da União Europeia (Brexit) para além de 29 de março caso a votação de um acordo para o divórcio, em 12 de março, seja derrotada.

Na prática, a votação da emenda formaliza o compromisso de May e já havia indícios de que os integrantes do Partido Conservador apoiariam a moção. Caso o acordo do Brexit seja derrotado no Parlamento britânico em 12 de março, uma votação sobre deixar a UE sem um acordo aconteceria no dia seguinte. Caso essa possibilidade seja rejeitada, haverá uma nova votação sobre adiar a data do Brexit em 14 de março.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOVOS NEGÓCIOS

Google está de olho nas criptomoedas e vai criar unidade de negócio dedicada ao blockchain; entenda o que está por trás da decisão

Antes de se aventurar, gigante de tecnologia assistiu com cautela as movimentações das concorrentes para entrar no mercado de criptomoedas

MELHORA ARTIFICIAL

Pedidos de recuperação judicial caem em 2021 ao menor nível desde 2014

Para os especialistas os números do ano passado não representam uma recuperação econômica, mas uma melhora artificial no ambiente de negócios promovida por políticas públicas pontuais

APOSTA NA SIDERURGIA

A vez da Usiminas: BTG estima alta de mais de 55% para USIM5 nos próximos meses; saiba o que pode impulsionar as ações

Segundo os analistas, a empresa negocia nos múltiplos mais baixos da década e deve surfar na recuperação dos preços do aço

pessimismo nos mercados

Por que a ameaça de conflito entre Rússia e Ucrânia derruba as bolsas mundo afora?

Escalada de tensões entre os dois países levou EUA e Reino Unido a retirarem funcionários de embaixadas na Ucrânia; veja como uma eventual invasão russa ao país pode afetar os mercados