Menu
2019-04-16T15:23:18-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Balanços da semana

Itaú, Klabin e Lojas Renner divulgam balanços nesta semana; saiba o que esperar

Expectativa é de que Itaú comece a semana apresentando lucro líquido de R$ 6,60 bilhões no 4º trimestre de 2018

4 de fevereiro de 2019
5:49 - atualizado às 15:23
klabin – itau – renner
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A temporada de balanços já está rolando e a semana deve ser marcada por alguns resultados de peso.

Como de costume, o Itaú deve ganhar os holofotes entre os bancos e começa a semana soltando os resultados nesta segunda-feira, 4. Na quinta-feira é a vez da Klabin e da Lojas Renner abrirem o jogo.

E para você não ser pego de surpresa, reuni a expectativa dos analistas do mercado em torno desses resultados. Todos eles foram ouvidos pela Bloomberg. Mais do que avaliar se a empresa deu lucro ou prejuízo, você precisa olhar se o resultado veio em linha, pior ou melhor do que o mercado esperava. Isso pode levar as ações da companhia a ganhar ou perder valor na sequência da divulgação dos resultados.

‘Pressãozinha’

O Itaú não vem fazendo feio nos últimos balanços, sempre surpreendendo de forma positiva. E, por isso, a expectativa é alta de que o banco feche o 4º trimestre de 2018 com um lucro líquido de R$ 6,60 bilhões ante os R$ 6,28 bilhões registrados no mesmo período de 2017, o que representaria uma alta de 5,09%. No terceiro trimestre, a instituição registrou um lucro líquido de R$ 6,454 bilhões.

Dessa vez, somada ao “bom passado” do banco, existe uma certa "pressãozinha" da concorrência.

Na semana passada, o Santander anunciou um lucro líquido de R$ 3,4 bilhões no 4º trimestre, o que representa uma rentabilidade de 21,1%. Isso o coloca na briga pelo posto de mais rentável do país, atualmente liderado pelo Itaú, que teve retorno de 21,3% no 3º trimestre.

Os analistas esperam que o banco feche o ano com lucro de R$ 25,89 bilhões, uma alta de 4,1% na comparação ao ano anterior, quando registrou lucro líquido de R$ 24,87 milhões. Todos os valores estão em R$. 

O bom desempenho do banco no último trimestre também pode ser atribuída ao aumento no número de financiamentos, uma melhora no cenário econômico e um aumento com as receitas de crédito.

Depois da queda…

Os resultados da Klabin não caíram bem para o mercado no 3º trimestre. A companhia teve um lucro líquido de R$ 104 milhões, valor 73% menor aos R$ 391 milhões registrados no mesmo período do ano anterior.

Apesar do tombo, a expectativa do mercado é que a empresa consiga lucrar R$ 701,800 milhões no último trimestre do ano. Com isso, os analistas acreditam que a empresa fechará o ano com lucro líquido de R$ 419,750 milhões, o que representaria uma cifra menor comparada a de 2017, quando a Klabin obteve um lucro líquido de R$ 532 milhões. 

O mercado também prevê que a companhia apresente uma melhora na receita líquida, a R$ 2,726 bilhões, ante os R$ 2,298 bilhões registrados no mesmo período de 2017.

A contínua demanda por celulose, principalmente por parte da China, é o que puxou os resultados da Klabin no último trimestre. Com os entraves tarifários entre Pequim e Washington ainda em vigor, esse cenário não deve mudar muito, pelo menos por enquanto.

Com planos de expansão

A Lojas Renner é mais uma empresa que não deve decepcionar o mercado. Depois de superar a expectativa de lucro líquido nos três primeiros trimestres do ano, o mercado espera que esse valor chegue a R$ 443 milhões no 4º trimestre.

A empresa já começou o ano informando que abriria três lojas na Argentina no segundo semestre. Em novembro do ano passado, a rede também já havia anunciado que trocaria seu presidente, José Gallo, após 27 anos. O cargo será preenchido por Fabio Faccio em abril.

O anúncio do plano de expansão ocorreu depois que a varejista desembarcou no Uruguai, em 2017, e desde então só colheu bons frutos.

No ano, a expectativa é que o grupo lucre R$ 432 milhões, alta de 30% na comparação a 2017, quando obteve lucro de R$ 331 milhões.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies