Menu
2019-09-11T20:03:00-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Se deu mal

B3 perde ação de R$ 2,7 bilhões na Receita e agora vai recorrer à Justiça

Empresa dona da bolsa foi condenada pelo Carf por suposta irregularidade no processo de fusão da antiga Bolsa de Valores de São Paulo com a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F)

11 de setembro de 2019
19:55 - atualizado às 20:03
B3 Bolsa ações
Imagem: Shutterstock

Um dia para ser esquecido pela diretoria e pelos investidores da B3. A empresa dona da bolsa sofreu um duro revés nesta quarta-feira (11) no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

A Câmara Superior do órgão da Receita Federal decidiu manter a condenação da empresa no julgamento de um recurso sobre a amortização de ágio feita na operação de incorporação do negócios da Bovespa Holding, em 2008.

O negócio marcou a fusão da antiga Bolsa de Valores de São Paulo com a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), fechado meses depois da abertura de capital das companhias.

O ato é relacionado a supostas infrações cometidas pela B3 na Receita Federal nos exercícios de 2010 e 2011. O valor atualizado da multa é de R$ 2,7 bilhões.

Em fato relevante divulgado aos investidores, a B3 afirmou que levará o caso à Justiça. Segundo a diretoria da companhia, o ágio constituído seguiu todos os trâmites legais, "em estrita conformidade com a legislação fiscal".

Para quem é investidor, vale a pena ficar atento às ações da companhia nesta quinta-feira (12), já que o fato relevante tem potencial para movimentar o preço dos papéis. No pregão de hoje, as ações ordinárias da B3 fecharam em alta de 1,44%, negociadas a R$ 44,53. No ano, os papéis da B3 acumulam valorização de 66,8%.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Recuperação da estatal

Lucro da Petrobras salta 55,7% em 2019 e chega a R$ 40,1 bilhões, impulsionado pela venda de ativos

A Petrobras fechou 2019 com o maior lucro líquido anual de sua história, sustentada pelos fortes desinvestimentos e ganhos de eficiência na extração de petróleo — fatores que compensaram os menores preços da commodity no exterior

De olho no balanço

Marfrig reverte prejuízo e registra lucro líquido de R$ 27 milhões no 4º trimestre de 2019

No acumulado do ano, o lucro líquido caiu para R$ 218 milhões, ante R$ 1,4 bilhão no ano anterior

Confira os números

Petrobras, Ultrapar, Marfrig, RaiaDrogasil e GPA: os balanços que vão mexer com a bolsa nesta quinta-feira

O dia começa recheado de balanços anuais das companhias listadas no Ibovespa

Recurso da estatal

TRF-4 nega recurso da Petrobras e mantém Odebrecht fora de ação da Lava Jato

No recurso, a estatal buscava o prosseguimento dos réus na ação cível e a manutenção do bloqueio de bens dos executivos

Seu Dinheiro na sua noite

Guedes fora, alta do dólar

Você se lembra de quando o dólar a R$ 4,20 era o grande “patamar psicológico” da moeda americana? Não faz tanto tempo assim, mas esse nível de cotação ficou para trás, e agora parece até um pouco distante. Hoje, o dólar à vista bateu um novo recorde de fechamento. Eu sei que você já leu […]

Mais um recorde: dólar à vista sobe a R$ 4,36 e renova a máxima nominal de fechamento

O dólar à vista subiu mais um degrau nesta quarta-feira (19): pela primeira vez, terminou uma sessão acima dos R$ 4,36, cravando um novo recorde nominal. É a oitava vez em 2020 que a moeda renova as máximas de fechamento

Ainda na liderança

Vitor Hugo crê que permanece como líder do governo; Terra diz não receber convite

O deputado disse que não recebeu sinalizações do presidente Jair Bolsonaro de que poderá ser substituído pelo ex-ministro Osmar Terra

O impasse continua

Após TRT suspender demissões, Petrobras quer negociar desligamentos em fábrica

Encerramento da operação da Ansa é o principal motivo da greve dos petroleiros

Ponto polêmico

Relator mantém trabalho aos domingos na MP do contrato verde e amarelo

Deputado Áureo manteve a permissão para que todos os trabalhadores sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados

Novidade no IR

Programa do IR virá sem dedução da contribuição patronal sobre domésticos

Fim da dedução é a principal novidade para as declarações de IR em 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements