🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2019-04-20T15:25:06-03:00
Estadão Conteúdo
Com menos de um ano

Yellow expande operação para cinco países

Startup já levantou US$ 75 milhões desde sua criação, em janeiro deste ano

5 de dezembro de 2018
6:45 - atualizado às 15:25
Yellow
Renato Freitas (e) e Ariel Lambrecht, criadores da Yellow - Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

A brasileira Yellow irá expandir o serviço de patinetes e bicicletas compartilhadas para outros cinco países da América Latina até janeiro de 2019.

Além de Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai, ao menos quatro novas capitais brasileiras também devem ver as amarelinhas espalhadas nas ruas nas próximas semanas.

A expansão faz parte da estratégia definida em setembro, quando a empresa recebeu a sua última rodada de investimentos avaliada em US$ 63 milhões - a startup já levantou US$ 75 milhões desde janeiro, quando foi criada. A companhia tem como fundadores dois criadores da 99 - Ariel Lambrecht e Renato Freitas - e o ex-presidente da Caloi, Eduardo Musa.

Expansão local

A primeira fase da expansão começou nesta semana, com a chegada de patinetes no Rio de Janeiro e de bicicletas em São José dos Campos.

Hoje, a empresa sinaliza abertura de escritório em Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Recife. Nos países vizinhos há vagas abertas para Buenos Aires, Bogotá, Santiago e Cidade do México.

“Priorizamos as capitais porque nosso modelo de negócio precisa de muita demanda. Mas não descartamos chegar a outras cidades. Há prefeituras nos procurando com interesse e estamos em conversas avançadas nesse sentido”, diz Luiz Marques, diretor de comunicações da Yellow, sem adiantar o calendário de expansão.

Estratégia

A empresa disse que, no início da operação nas cidades, não oferecerá os dois modelos de transporte. No Rio de Janeiro, por exemplo, que começou com os patinetes, não há previsão para a chegada de bicicletas - porta de entrada da companhia em São Paulo. A escolha, diz Marques, se dará pelo hábito de transporte nas cidades.

O processo de expansão contará ainda com o apoio das bicicletas elétricas. A expectativa é que esse novo modelo esteja disponível tanto para usuários do Brasil quanto para os outros países no primeiro trimestre de 2019.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies