2019-04-20T15:24:33-03:00
Toma-lá-dá-cá

Eduardo Guardia e Paulo Guedes decidem deixar cessão onerosa para 2019

Segundo fontes do “Broadcast Político”, Guedes quer trazer assunto à tona no começo do ano que vem junto a um pacote de outras medidas econômicas

5 de dezembro de 2018
7:34 - atualizado às 15:24
Ministro da economia, Paulo Guedes - Imagem: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiram deixar para 2019 as negociações em torno do projeto de revisão da cessão onerosa da Petrobras.

Os dois teriam decidido sobre o assunto nessa terça-feira, 4. A informação é do "Broadcast Político", do Estadão".

Mesmo em meio à pressão de governadores interessados na partilha do bônus, os dois se comprometeram a encerrar as conversas sobre uma solução para garantir o repasse da verba de assinatura do contrato para Estados e municípios, apurou a reportagem.

Guardia conversou diretamente com alguns líderes de bancadas do Senado para avisar da decisão, e o anúncio foi repassado para senadores no fim da tarde.

Um dos senadores envolvido nas discussões disse ao Broadcast, em condição de anonimato, que a ideia de Guedes seria trazer o assunto à tona novamente no início do ano que vem, junto de um pacote com outras medidas econômicas.

Mais cedo, governadores fizeram um périplo pela Câmara e pelo Senado, com o objetivo de garantir que as propostas fossem apreciadas antes do recesso de fim de ano. Ainda assim, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), chegou a admitir que é "possível" que a discussão não avance neste ano. Jucá disse que o texto não pode ser colocado em votação prematuramente.

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior tentam se recuperar da queda após decisão do Fed e Ibovespa busca manter ritmo de alta mesmo com risco fiscal no radar

Depois de tocar os 112 mil pontos ontem (26), a bolsa brasileira precisa enfrentar o ajuste de carteiras ao novo cenário de juros altos

Exclusivo

Na “caça aos unicórnios”, Itaú lança fundo para aplicar em gestores de investimentos alternativos

O banco acaba de abrir para captação o Polaris, fundo com objetivo de retorno de até 25% ao ano e foco em investimentos que vão bem além do “combo” tradicional de bolsa, dólar e juros

CONSTRUTORAS COM DESCONTO

Vendas de imóveis em alta, ações em baixa. A queda das incorporadoras abriu uma oportunidade de compra na bolsa?

Os resultados do quarto trimestre mostram que as empresas do setor entregaram desempenhos sólidos, mas as ações caminham na direção contrária

COMPRA PROGRAMADA

‘Vale Gás’: Ultragaz cria cartão que permite ‘congelar’ o preço e parcelar a compra do gás de cozinha

O GLP é um dos derivados de petróleo afetado pela alta do dólar frente ao real e pela valorização da commodity no mercado internacional

SALTO COM FINANÇAS

Itaú (ITUB4) escala 53 posições em ranking e se torna único brasileiro entre 500 marcas globais mais valiosas; veja lista completa

Além de figurar entre as marcas mais valiosas, o Itaú conquistou uma posição na lista dos 250 principais CEOs ou “guardiões de marca”