Menu
2019-04-04T14:13:33-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Segurança digital

Facebook abre os números de novo vazamento de dados

Companhia afirma que problema já foi solucionado e não afetou outros serviços como Messenger e Whatsapp

12 de outubro de 2018
15:39 - atualizado às 14:13
Escritório Facebook
Imagem: shutterstock

O Facebook abriu o jogo sobre as pessoas que foram afetadas em um vazamento de dados no último dia 28. Ao todo, 30 milhões de usuários tiveram dados roubados da plataforma, informou a companhia nesta sexta-feira (12), número menor que o previsto anteriormente pela empresa, de 50 milhões.

Em comunicado, a empresa diz que continua investigando o problema e não descarta a possibilidade de outros ataques em escala menor. Os autores do ataque cibernético exploraram uma vulnerabilidade no código do Facebook que existiu entre julho de 2017 e setembro de 2018, diz a empresa. Com isso, os hackers conseguiam roubar os códigos de segurança de outros usuários, tomando suas contas, explica a empresa.

Os serviços Messenger, Messenger Kids, Instagram, WhatsApp e outros programas da marca não foram afetados.

A companhia afirma que o problema já foi solucionado anteriormente e que nos próximos dias enviará mensagens individuais para os 30 milhões de afetados para explicá-los que informações os autores do ataque podem ter acessado, bem como as medidas para se proteger.

Em parte dos casos, foram roubadas informações como o nome e detalhes do contato das pessoas, enquanto em outras também houve acesso a mais detalhes, diz o Facebook.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Agenda de aquisições

Após fracasso na disputa pela Hering, presidente da Arezzo comenta planos para o futuro da empresa

Alexandre Birman indica que a dona da Reserva segue normalmente com sua agenda de fusões e aquisições, de olho nas opções interessantes entre empresas de pequeno porte

EXILE ON WALL STREET

Trimestre de sete faces

Cenário de maior inflação agora e a base de comparação mais forte a partir do segundo trimestre vão tornar a vida das empresas de tech e e-commerce mais difícil; maré baixou e agora vamos ver quem está nadando pelado

Aqui não!

China proíbe bancos e empresas de pagamento de oferecerem serviços em criptomoedas

O país já proibia exchanges e ICOs, mas a nova regra impede transações institucionais e que pessoas tenham bitcoins, por exemplo

Ultrapar vendendo

Pague Menos dispara 10% com possível compra da Extrafarma; entenda o que está em jogo

A Ultrapar negocia a venda da Extrafarma para a Pague Menos. Entenda os desdobramentos para cada uma das partes e a reação do mercado

RADIO CASH

Qual a saída para 2022? Entre Lula e Bolsonaro, Luiz Felipe Pondé escolhe o petista

No último episódio do podcast de economia RadioCash, Pondé analisa o possível cenário para as eleições de 2022. Ele fala também sobre o liberalismo fake da Faria Lima e por que as gerações mais velhas são excluídas do mercado de trabalho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies