A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

Luciana Seabra
Advogada do Investidor
Luciana Seabra
É CFP®, especialista em fundos de investimento e sócia da Empiricus
2019-04-20T16:27:38-03:00

Verde: excesso de pessimismo desapareceu e avanço nos preços agora depende de agenda do novo presidente

Em carta aos cotistas, equipe escreve que desenvolvimentos otimistas nos preços precisam de cenário externo mais positivo e resolução da eleição de fato, com sinalizações positivas em termos de equipe e execução de uma boa agenda fiscal e de reformas

5 de outubro de 2018
11:42 - atualizado às 16:27

O cenário que a equipe da Verde, de Luis Stuhlberger, esperava ver se desenrolar ao longo de outubro foi antecipado para a semana pré-eleição. "A grande surpresa foi que esse processo de rejeição à esquerda ocorreu de maneira muito acelerada, especialmente nos últimos dia", constatou na carta a cotistas que acaba de ser divulgada.

A Verde, que administra 26 bilhões de reais, aumentou a exposição a bolsa e reduziu as proteções do fundo ao longo de setembro ao considerar que havia um foco excessivo unidimensional na rejeição ao candidato Bolsonaro. A alta dos últimos dias, entretanto, fez a equipe voltar a olhar para o mercado de forma contida. "A eleição ainda é extremamente apertada, não podemos esquecer", escreveu. "Com os mercados nos preços atuais, parte da assimetria existente – o que considerávamos excesso de pessimismo – desapareceu", somou.

Daqui por diante, segundo a opinião expressa na carta, desenvolvimentos otimistas nos preços de ativos precisam de uma confluência de (i) cenário externo mais positivo e (ii) resolução da eleição de fato, com sinalizações positivas em termos de equipe e execução de uma boa agenda fiscal e de reformas.

Houve também vento contrário do lado global, considerou a equipe da Verde, que vinha se desenvolvendo em uma direção mais construtiva, com sinais de pico do dólar – o que é historicamente bom para emergentes. No entanto, as taxas de juros dos mercados desenvolvidos voltaram a subir de maneira importante, injetando boa dose de risco no curto prazo.

Além de ter aumentado a posição em Bolsa, aproveitando a volatilidade de setembro, a Verde manteve posições em juro real na parte intermediária da curva, as famosas NTN-Bs, com proteção em posições que ganham com o ajuste para cima nos juros americanos.

Em setembro, o Verde teve ganhos no portfólio de ações no Brasil e nas posições tomadas em juros globais. As perdas vieram das posições em juro real e cupom cambial. O saldo foi negativo: queda de 0,3%. No ano, o fundo entrega 3,55%, atrás dos 4,81% do CDI.

Desde a criação do fundo Verde, em 1997, ele rende 15.134%. Nada mal contra os 2.001% do CDI no período.

Em conversa com o Seu Dinheiro, há duas semanas, Stuhlberger revelou sua tese de investimentos com mais detalhes. Você pode ver aqui.

Para ler a carta da Verde na íntegra, siga por este caminho.

 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sente pressão do Fed e recua na semana, enquanto ethereum (ETH) sustenta alta impulsionada pela “The Merge”; entenda

18 de agosto de 2022 - 20:25

O ethereum (ETH) vence a letargia do mercado hoje ainda impulsionado pela The Merge, atualização que, segundo analista, foi enfim “descoberta” pelo mercado

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro aparece no retrovisor de Lula, mas petista ainda pode levar no primeiro turno, segundo Datafolha

18 de agosto de 2022 - 20:00

Essa é a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada após o início oficial da campanha presidencial, que começou há dois dias

REBATEU FAKE NEWS

“Estou meio acostumada a tomar paulada”: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

18 de agosto de 2022 - 19:13

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

MAIS UM PASSO

Unindo os jalecos: acionistas do Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) aprovam a fusão entre as companhias

18 de agosto de 2022 - 19:12

Os acionistas de Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) deram aval para a junção dos negócios das companhias; veja os detalhes

o melhor do seu dinheiro

Ibovespa faz o dever de casa, o futuro das petroleiras e quem vai ficar com Congonhas; confira os destaques do dia

18 de agosto de 2022 - 18:40

Passado o grande evento da semana — a divulgação de ontem (17) da ata da última reunião do Federal Reserve — os investidores tiveram pouco com o que trabalhar nesta quinta-feira (18), levando as bolsas globais a mais um dia de muita volatilidade.  A cautela inicial em Nova York e a subida dos juros futuros […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies