O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-04-04T14:49:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Multas de R$ 800 milhões

Cade fecha acordo com empreiteiras da Lava Jato

Acordos envolvem processos que investigam cartéis em obras públicas e de licitação; multas devem chegar a R$ 800 milhões

21 de novembro de 2018
9:22 - atualizado às 14:49
Odebrecht
Imagem: shutterstock

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fechará, nesta quarta-feira, 21, acordos em processos que apuram formação de cartéis relacionados à Operação Lava Jato. A informação é do jornal "Estado de S. Paulo".

Entre as empresas que assinarão os termos de compromisso estão Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia.

Os acordos envolvem processos que investigam cartéis em obras de estádios da Copa do Mundo de 2014, urbanização de favelas no Rio de Janeiro, licitações de ferrovias, obras da Petrobras e da usina de Angra 3. O Cade tem praticamente prontos 16 acordos que, juntos, somarão multas de cerca de R$ 800 milhões, segundo fontes a par do assunto.

Negociação longa

Ao fecharem acordo, as empresas se livram de multas ainda maiores e encerram os processos contra elas. Em troca, colaboram com as investigações. Os 16 acordos vinham sendo negociados desde o fim do ano passado, mas muitos ainda tinham sido homologados por causa das eleições.

Em um desses processos, o Cade investiga conluio em licitações para a construção de estádios. Aberta após denúncia da Andrade Gutierrez e de executivos da construtora, a investigação apura suspeitas de cartel para a reforma e construção dos estádios Maracanã (RJ), Mané Garrincha (DF), Arena Pernambuco (PE), Arena Castelão (CE), Arena das Dunas (RN) e Arena Fonte Nova (BA).

Outro processo apura cartel na licitação para obras de engenharia e construção no Complexo do Alemão, Manguinhos e Rocinha financiados com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), também resultado de leniência da Andrade Gutierrez.

Desconto

Há dois tipos de acordos que podem ser firmados pelo Cade: leniência e Termos de Compromisso de Cessação de Conduta (TCC). Os 16 já preparados pelo órgão antitruste são TCCs, em que cada empresa terá um “desconto” de 15% a 35% na multa que pagaria se fosse condenada ao final do processo. Mais de uma empresa pode firmar TCC em um mesmo processo, mas o “desconto” é maior para quem assina o acordo primeiro, o que gera uma corrida para conseguir punições mais brandas.

Praticamente todos os processos no Cade no âmbito da Operação Lava Jato foram originários de acordos de leniência, que, diferentemente do TCC, é firmado uma vez na abertura do processo com a primeira denunciante. Nesse caso, a empresa que faz a denúncia pode ficar livre de pagar qualquer multa.

O Cade já assinou pelo menos cinco TCCs com empresas em processos relacionados à Lava Jato. Três deles com a Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e UTC em processo que investiga cartel em licitações para obras de montagem industrial da Petrobras, e outros dois com Andrade Gutierrez e UTC em processo que apura conluio em licitações da usina de Angra 3.

Com o conselho, foram firmados ainda 14 acordos de leniência de empresas envolvidas na Operação Lava Jato que originaram pelo menos 30 processos em investigação no conselho.

As empresas investigadas na Lava Jato firmaram colaborações em várias instâncias. O Cade investiga e pune atos ilícitos de empresas, executivos e agentes públicos envolvidos em corrupção. Há investigações de corrupção também conduzidas pelo Ministério Público Federal (MPF), Controladoria Geral da União (CGU) e Advocacia Geral da União (AGU).

Procuradas, a Andrade Gutierrez, a Carioca Engenharia e a Odebrecht não comentaram o assunto ao jornal. A OAS não foi encontrada.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

PRESSÃO INFLACIONÁRIA

Pãozinho mais caro? Veja como a suspensão das exportações de trigo pela Índia pode encarecer ainda mais o seu café da manhã

Diante da guerra entre Rússia e Ucrânia, o Brasil vinha mirando na produção de trigo da Índia para suprir a demanda interna pela commodity

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Exterior pesa e Ibovespa abre em queda; dólar vai a R$ 4,99 com juros estáveis

RESUMO DO DIA: Após o rali da última terça-feira (17), as bolsas amanheceram com leves perdas, em um movimento de ajuste cauteloso. A inflação na Europa preocupa, enquanto o Federal Reserve dá sinais mistos sobre o aperto monetário. Por aqui, o Ibovespa acompanha a privatização da Eletrobras (ELET3) e falas de Roberto Campos Neto e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Suzano (SUZB3) e lucro de 5,3% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Suzano (SUZB3), com entrada em R$ 52,74; confira a análise

O melhor do Seu Dinheiro

As stablecoins são o Real dos anos 1990? Confira a notícia do dia e outras sete histórias que mexem com os seus investimentos

Manter a paridade com o dólar não é tarefa simples, e o novíssimo mercado das criptomoedas experimentou esse travo amargo na semana passada; entenda a crise das stablecoins

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas lá fora tentam emplacar terceiro dia de alta, limitadas por dados inflacionários; Ibovespa mira Eletrobras (ELET3) e briga entre poderes

Ainda hoje, os investidores acompanham o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies